Dazz lança Mouse Gamer Fatality, com 3.500 dpi, dois botões com tecnologia hyperesponse e design ergonômico

Release divulgado à imprensa no dia 16 de fevereiro. Ele segue estas diretrizes de divulgação do Drops de Jogos.

Foto: Divulgação

A Dazz amplia o conforto e a rapidez de respostas durante as partidas de game com o lançamento do Mouse Gamer Fatality.

A novidade destaca-se pela configuração de ponta, possuindo resolução programável de até 3500 DPI (800/1200/ 1800/2400/3500 DPI) e dois botões que podem ser programados de forma independente com a tecnologia hyperesponse, para tempo de resposta entre 1 ms e 2 ms (milissegundos).

Outros atrativos são o design ergonômico e superfície emborrachada, que oferecem mais conforto e praticidade de uso por destros e canhotos.

Disponível na cor preta com iluminação interna nas cores verde, azul, lilás, azul turquesa e vermelho, o Mouse Gamer Fatality tem conexão USB 2.0, dois anos de garantia e preço sugerido de R$ 79,90 (valor médio para o consumidor e válido até o final de março de 2018).

Ficha Técnica

Mouse Gamer Fatality 3500 DPI (Código: 621710)

• Resolução progressiva de 800 / 1200/ 1800/2400/3500 DPI

• 2 botões independentemente programáveis  com tecnologia hyperesponse

• Design ergonômico, fácil utilização para destros e canhotos

• Superfície emborrachada

Sobre a Dazz: A DAZZ foi criada pelo grupo Rio Branco com o intuito de atender a indústria de Entretenimento e Interatividade, com Acessórios para Games, Tablets e Acessórios Automotivos.

Os produtos DAZZ destacam-se pela modernidade, qualidade e tecnologia, além de vantagens  comparativas e preços acessíveis.  Sempre atenta às tendências de mercado, a Dazz oferece mais opções de compra aos consumidores e novas oportunidades de negócios para seus revendedores.

Curta nossa página oficial: facebook.com/oficialdazz

Através da DAZZ Experience, compartilhe sua experiência: http://www.dazz.net.br/FaleConosco

Instagram: Oficialdazz

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Tecnologia