Gameplay: saiba sobre esse tipo de conteúdo e como fazer o seu

Gameplay é um conteúdo que é feito a partir de jogos online. Com um grande crescimento em audiência nos últimos anos, muita gente tem se interessado por esse universo

Gameplay. Foto: Freepik

Compartilhar com outras pessoas trechos de jogos que você participou ou que você coletou de um outro jogador é o chamado gameplay, uma mídia que tem crescido consideravelmente nos últimos anos.

Não por acaso, muita gente tem pesquisado sobre como fazer um gameplay. Afinal, mais do que um momento de diversão, compartilhar experiências de jogos virtuais pode se tornar uma fonte de renda.

Se esse for o seu caso e você quiser passar de espectador para criador de gameplay, descubra tudo sobre esse tipo de conteúdo e como fazer o seu!

O que é gameplay?

Gameplay é o nome dado a uma transmissão de partida de jogo, podendo ser uma transmissão ao vivo ou um vídeo gravado e editado posteriormente.

Na prática, significa que um usuário escolhe um jogo online para se divertir, e compartilhar com outras pessoas, seja em uma transmissão em tempo real (as chamadas lives), ou gravando a tela para publicar após o game.

Além dessa modalidade, também é considerado um vídeo de gameplay as produções que reúnem clipes de vários usuários diferentes, realizando tarefas dentro do jogo.

Nesses casos, além das cenas de usuários jogando, é comum ter uma trilha sonora impactante para acompanhar os clipes.

Quem cria gameplays com clipes costuma baixar música do YouTube mp3, assim como vídeos de outros usuários, para criar composições próprias por meio de edição.

Há também um tipo de gameplay que ensina os espectadores a jogar, com tutoriais e dicas dos melhores caminhos ou funcionalidades.

Todos esses modelos de gameplay contam com uma grande audiência, um público fiel que se diverte observando a experiência de outros jogadores diante de um game.

Como fazer um bom gameplay?

Ligar a webcam e começar a transmitir um game não é suficiente para que um gameplay seja interessante ou tenha qualidade. Quem quer fazer o seu gameplay, precisa considerar alguns aspectos.

A começar pelo site escolhido. Hoje, é possível realizar transmissões via YouTube, Facebook Game e até a plataforma Twitch, que é considerado o serviço on demand com mais usuários.

Muita gente opta por tentar transmitir simultaneamente em duas plataformas, porém, sites como o YouTube já conseguem perceber a atividade e restringir a conta do usuário – afinal, cada página quer manter seus usuários “dentro” dela.

Para escolher uma boa plataforma, a dica é entender onde você tem um maior número de seguidores. Ao conquistar uma certa popularidade, migrar de um site para o outro fica mais fácil.

Além disso, é importante pensar na gravação. Veja se sua iluminação está adequada e o áudio está sendo captado. E aqui, não é preciso nenhum material profissional: uma luminária de mesa e o microfone do seu fone de ouvido já são suficientes para começar!

Da transmissão à edição

Com toda a estrutura bem configurada, é hora de produzir o seu gameplay!

Ainda que seja comum que os streamers (nome dado a quem transmite material ao vivo na internet) tenham uma webcam para filmar suas reações, isso não é obrigatório.

Não ter uma câmera filmando seu rosto também pode ser uma forma de perder a timidez nas primeiras transmissões.

Mas tenha em mente que pessoas se conectam com outras pessoas. Portanto, tente ao máximo transparecer verdade, simpatia e valorizar seus seguidores, para aumentar o engajamento.

Para fazer gravações da transmissão ou de suas reações, a dica é utilizar um programa com recursos para gameplay. Uma sugestão é o UniConverter, um software que permite fazer gravações da tela, editar vídeos e converter formatos.

Ao utilizar programas como o UniConverter, você consegue ter o conteúdo gerado em uma live para editar e fazer um gameplay com os melhores momentos.

Essa é também uma ótima forma de criar material para várias plataformas: a transmissão pode ser na Twitch, enquanto os melhores momentos ficam para o YouTube.

Gameplay em números

Por mais que essa pareça ser uma área de nicho, os números mostram que o conteúdo de gameplay tem sido cada vez mais buscado pelos espectadores.

Não é à toa que o YouTube possui uma divisão somente para gaming, que existe há mais de uma década. Um sinal de que essa popularidade já era vista como tendência anteriormente.

Somente no YouTube, no ano de 2020, os vídeos do gênero acumularam mais de 100 bilhões de horas assistidas. Esse número é distribuído em mais de 40 milhões de canais de gameplay que existem no site.

De fato, este parece ser o melhor momento para gerar conteúdo de gameplay. Seja por diversão ou como fonte de renda, motivos não faltam para compartilhar experiências com outros usuários.

E agora que você sabe tudo sobre esse tipo de conteúdo, que tal começar a fazer o seu gameplay? É uma boa forma de aproveitar essa atividade tão divertida!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments