paiN Gaming apresenta sua mansão de influenciadores

Conheça

Pain Gaming. Foto: Divulgação/Twitter

Recebemos a seguinte informação:

A paiN Gaming, que desde 2010 tem sido pioneira no cenário competitivo de esports no Brasil, anuncia mais uma novidade. Nesta sexta-feira (5) a organização lança a paiN House, mansão voltada para a produção de conteúdo e para se comunicar cada vez mais com a maior torcida do país. Localizada em Alphaville, a casa possui mais de 1000 m2. O elenco inicial, formado por cinco influenciadores, terá ao seu dispor todo o equipamento para fotos e vídeos profissionais, videomaker e profissionais de imagens, além de toda uma equipe que cuidará da manutenção, limpeza e alimentação da casa. Com oito cômodos, a a paiN House terá ainda um espaço gourmet, garagem com espaço para quatro carros, jardim solário onde em breve será construída uma piscina, além de uma área de churrasco. “É um investimento que atende as expectativas dos nossos fãs e dos nossos parceiros que querem criar engajamento com a comunidade Gamer. Por sermos um time com tradição e forte presença competitiva, decidimos expandir nosso alcance e explorar a fundo o universo da criação de conteúdo”, explica Thomas Hamence, CEO da paiN Gaming.

A diversidade será um dos pontos mais importantes da paiN House, que começa desde a escolha do time de influenciadores até as pautas e o conteúdo final. Os primeiros cinco influenciadores confirmados, entre os oito que a casa pode abrigar com conforto, são: Alexssander Coimbra, 19 anos, de Caxias do Sul – RS; Barbara Emely, 23 anos, de Ipatinga – MG, Thallyta Rodrigues, 20 anos, de Recife-PE; Isabella Videira, 18 anos, de Ribeirão Preto-SP; e Coronel, 27 anos, de São Paulo – SP. O CEO da paiN explica que o processo de seleção foi aberto a todos, visando dar oportunidade para quem está sempre apoiando a organização, no caso os fãs.

Após o lançamento oficial da mansão, um dos primeiros conteúdos será a apresentação dos hosts neste sábado, dia 6, em todas as plataformas digitais da paiN que hoje somam mais de 5 milhões de seguidores. “Nosso time base de cinco influenciadores vai trabalhar em constante produção, e os demais jogadores/influenciadores/streamers farão participações regulares nos vídeos, além de manter uma produção diária de conteúdo. Dessa forma, vamos ter a oportunidade de compartilhar com o público mais da história da paiN no dia a dia”, complementa Thomas Hamence. A visita de fãs é uma das metas futuras entre os atrativos da casa, mas apenas quando as condições sanitárias em relação à pandemia de Covid-19 permitirem.

Conheça os influenciadores da paiN House

Alexssander Coimbra – @pain_alexx

Alex, como é conhecido, se tornou fã da paiN em 2015 acompanhando o inesquecível título do CBLoL. Gamer desde muito pequeno, suas maiores referências como streamer são o Kami e o Jukes. “Não só pela gameplay deles mas principalmente pela pessoa que eles são e também porque eu me identifico com algumas características dos dois”, conta.

Bárbara Emely – @pain_babs

Antes de mergulhar no mundo dos jogos, a mineira Babs cresceu na mídia fazendo covers nos anos 2014/2015. Depois de muita visibilidade, ela conta que precisou deixar o cenário e sumiu por quatro anos. Nesse período, se apaixonou pelo Free Fire, jogou campeonatos e conheceu a paiN. Ultimamente vinha se dedicando a produzir conteúdo em redes sociais e interagir com seus seguidores.

Thallyta Rodrigues – @pain_thallyta

A pernambucana Thallyta é fã de Free Fire e joga há três anos. “Na época vi muitos jogadores conseguindo mudar de vida com o jogo e queria aquilo pra minha vida também. Me chamavam de louca, diziam que o jogo não me levaria a lugar nenhum”. A carreira como pro player acabou não acontecendo, mas seus conteúdos criados para o Tik Tok são sucesso com sua base de seguidores.

Isabella Videira – @pain_isa

Isa13 ou só Treze joga competições de Free Fire desde 2019 e chegou a ser finalista no Alok e campeã da liga NFA. Sua vida nos games começou aos 10 de idade, quando descobriu que era mais fácil fazer amigos no ambiente online. “Tudo que nós fazemos vem do impacto da influência de alguém. Ser influenciadora nesse projeto da paiN é compartilhar o conteúdo de coisas que amo e que me divertem”.

Ray da Silva Ferreira@coronel

Coronel era um menino sonhador que gravava stories indo para o trabalho e falando sobre as novidades da Guilda PM e se tornou um dos grandes treinadores de Free Fire no Brasil. Integra o elenco da paiN desde 2019, ajudando na criação da line-up de FF, de emulador e kids. Seu objetivo no momento é ser um ótimo influenciador e trazer alegria e entretenimento para os fãs da paiN Gaming.

Sobre a paiN Gaming

A paiN Gaming é uma equipe brasileira de esportes eletrônicos, fundada em 2010 como time de DotA por Arthur “PAADA” Zarzur, ex-jogador profissional do game. Atualmente, a organização possui equipes que disputam League of Legends, Counter-Strike: Global Offensive, Clash Royale, Free Fire e Valorant. A paiN já foi campeã brasileira de League of Legends duas vezes, em 2013 e 2015, além de ter sido a primeira equipe brasileira de DotA2 a representar o país no maior campeonato de esports do mundo: O “The International”. A equipe é a maior referência em esporte eletrônico no Brasil. Foi a primeira organização de esports da América Latina a aderir o formato de Gaming House e pioneira mundial no programa de sócio-torcedor dentro dos esportes eletrônicos. A equipe foi um lar para grandes nomes como Gabriel “FalleN” (CS:GO) e Gabriel “Kami” Bohm (League of Legends). Nos quase dez anos de história, a paiN investiu em diversas modalidades, e construiu uma legião de fãs apaixonados pela tradição que a equipe carrega. A popularidade também é grande nas redes sociais, onde a organização possui mais “curtidas” que páginas de tradicionais clubes de futebol. Hoje, a paiN Gaming é vista como o maior clube de esportes eletrônicos da América Latina e tem uma das maiores torcidas do mundo.

LEIA MAIS – Conheça 17 empresas que estão definindo o futuro dos games brasileiros

Fatec’s Out é o game brasileiro de 2020 segundo a pesquisa Drops de Jogos/Geração Gamer

Opinião – Death Stranding é sobre futuro; Cyberpunk 2077 é passado. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments