Para evitar a ansiedade, atletas olímpicos trocam redes sociais por War e Cubo Mágico

"Ainda não aprendi a montar [o Cubo Mágico], mas já consegui montar um lado", afirmou o atleta Ítalo Manzine.

  • por em 30 de julho de 2016
Imagem: Divulgação, via Uol.

Os competidores da modalidade Natação para as próximas Olimpíadas, que se iniciam na sexta, dia 5 de agosto, estão trocando o lazer digital por jogos tradicionais offline. A intenção, revelaram os atletas, é evitar as pressões e diminuir a ansiedade dos profissionais, focando na boa performance em busca das medalhas.

Segundo artigo especial das Olimpíadas 2016 do site Uol, os jogadores resolveram buscar entretenimento em diversões do passado, como o Cubo mágico, War, Imagem e Ação, entre outros jogos de tabuleiro.

A interatividade dos dispositivos eletrônicos e a luminosidade dos tablets e celulares induzem o organismo a se manter ativo e alerta, em um momento em que os atletas precisam relaxar para se preparar para as provas. O lazer proporcionado pelos jogos do passado, estimula o convívio saudável e o bom humor dentro do grupo.

Competidores como Miguel Valente e Joana Maranhão arriscaram suas estratégias no jogo de tabuleiro War e Ítalo Manzine resolveu voltar a um dos lazeres da infância, tentando solucionar o engimático Cubo Mágico. "Ainda não aprendi a montar, mas já consegui montar um lado", disse o atleta, que lembra-se de ter conseguido completar a tarefa quando criança.

Acompanhe o Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Cultura