RED Canids é eliminada do Mundial de League of Legends 2021

eSports

Veja a Red Canids

RED Canids é eliminada do Mundial de League of Legends 2021. Foto: Divulgação

Mesmo com toda a luta, a equipe brasileira de League of Legends, RED Canids, acabou sendo eliminada do Worlds 2021, o Mundial da modalidade. A Matilha acabou enfrentando a Peace, e o time tupiniquim conseguiu levar o confronto até o quinto jogo, porém, acabou perdendo outra vez para a equipe da Oceania, dessa vez por 3 x 2. Com isso, os brasileiros se despediram da eliminatória do Play-In, que é a fase de entrada para o torneio que está sendo disputado em Reykjavik, na Islândia.

Com essa eliminação da RED Canids, o Brasil chega ao quinto ano consecutivo sem nenhum representante na fase de grupos do Worlds, ou seja, desde a criação do Play-In ainda em 2017, nenhuma equipe que disputou o Campeonato Brasileiro de League of Legends passou dessa fase de entrada. Dessa forma, a Matilha chegou ao final da sua participação no Mundial com apenas uma vitória sobre a Infinity logo na sua estreia.

Em toda a história do Worlds, somente dois times brasileiros conseguiram mais de uma vitória, a paIN Gaming na fase de grupos em 2015 e a Team oNe em 2017, as duas obtiveram dois triunfos. Apesar da equipe brasileira ter dado adeus ao torneio, a competição ainda continua com grandes equipes do cenário mundial de League of Legends que merecem ser acompanhadas. E os torcedores podem até mesmo palpitar nas partidas do Mundial, já que há uma ampla variedade de casas de apostas que cobrem um dos principais eventos do eSports de todo o globo, disponibilizando uma variedade de promoções, assim como odds elevadas para os seus usuários, sendo que algumas delas disponibilizam freebets.

Como foram os jogos?

Na primeira partida entre PEACE e RED, a equipe da Oceania focou a rota superior, e conseguiu dois abates contra Guigo logo no início do jogo. A Matilha conseguiu reagir a situação desfavorável e deu vantagem ao atirador TitaN, que estava muito bem com seu Ezreal. Com um poder de dano absurdo, TitaN conseguiu resolver uma boa parcela das jogadas, e em pouco tempo o atirador conseguiu liderar a equipe brasileira rumo a vitória, terminando a partida com 42% de dano e um AMA de 6.33.

Para a segunda partida, a PEACE apostou em Tally com seu Sylas. Com isso, em apenas 18 minutos o time da Oceania já havia aberto uma bela vantagem, e apesar da Matilha tentar alguma reação, cometeu muitos erros e isso deixou os adversários ainda mais à frente no jogo. Com isso, sem qualquer dificuldade, os rivais empataram a série, com Tally alcançando um AMA de 15.

No terceiro game, a PEACE foi extremamente sagaz durante o draft, escolhendo uma Poppy como last pick. Dentro do Summoners Rift, mais uma vez a Matilha não aguentou a pressão dos adversários e acabou perdendo o jogo aos 26 minutos.

Para o quarto jogo, a RED precisou fazer uma mudança, e Avenger entrou no lugar de Grevthar na rota do meio. O jogador não atua desde a fase de pontos do CBLOL, mas no Worlds logo mostrou para que veio, ao conseguir o first blood. Jogando de maneira agressiva e coesa, a equipe brasileira conseguiu pressionar os adversários, e Aegis e Avenger dominavam o jogo. Dessa forma, os brasileiros conseguiram fechar a partida com vitória em somente 24 minutos.

Toda a empolgação da partida anterior durou pouco para a Matilha, e no quinto e decisivo jogo,  foi a vez da PEACE comandar as ações, e a equipe brasileira teve poucas chances. Aos 17 minutos, o time da Oceania conseguiu um ace, e os brasileiros não conseguiram mais se reestruturar dentro do Summoners Rift – com isso, a derrota veio aos 24 minutos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments