Relembre: Dubladores da animação Street Fighter II não sabiam pronunciar nomes e golpes nos anos 1990

"Não existiam tradutores de japonês nos estúdios", escreveu Nelson Machado, diretor de dublagem.

  • por em 21 de julho de 2018

Todo mundo conhece o Quico, do seriado Chaves, mas nem todos conhecem o ator por trás da dublagem do personagem: Nelson Machado. O profissional atua no ramo da dublagem desde o final dos anos 1960, com outras importantes passagens no mercado e dirigiu a dublagem de nada menos que Street Fighter II, animação dos anos 1990, que estourou no Brasil, na esteira de sucesso do game.

Há dois anos, o Drop de Jogos resgatava parte das histórias presentes no livro 'Versão Brasileira', escrito por Machado em 2005, onde o autor relembrava a chegada do anime ao estúdio Megassom, em São Paulo. "Um belo dia, surgiu um desenho estranho na Megassom. era uma série japonesa com lutadores de vários tipos. Ninguém sabia muito a respeito daqueles pesonagens e a série estava falada em japonês".
"Tradutor de japonês [àquela época, nos estúdios], simplesmente não existia", rememora. "A solução foi chamar um senhor japonês conhecido de alguém do estúdio. Ele fazia a tradução literal do que ouvia no desenhos e depois nós adaptávamos a tradução dele para adequar pra dublagem".

Com as dificuldades encontradas para a tradução, Nelson conta como encontrou detalhes mais precisos sobre o universo da animação: "Fui buscar informações de pronúncia quanto aos nomes dos personagens e golpes de luta com os garotos, os jogadores do shopping", descreve, de forma divertida, comentando as adaptações necessárias para o idioma local.
 
Versão Brasileira, obra hoje esgotada em formato impresso, é diversão garantida para fãs de dublagens e séries de tv, com informações sobre Cavaleiros do Zodíaco, Chaves, filmes e animações clássicas de décadas de tv brasileira. Os interessados, no entanto, podem procurar a obra de Nelson Machado diretamente no blog do artista.

Leia o artigo completo, com mais informações sobre a dublagem de Street Fighter, clicando nesse link.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Cultura