Streamers estão organizando um “apagão” na Twitch; entenda as razões

Importante mobilização por melhores condições de trabalho

Streamers estão organizando um "apagão" na Twitch; entenda as razões. Foto: Reprodução/Twitter

Um movimento descentralizado nas redes sociais, chamado Apagão na Twitch, fará uma interrupção nas transmissões ao vivo de muitos canais na rede administrada pela Amazon. A mobilização surge depois da plataforma reduzir os rendimentos das subs que remuneram os trabalhadores.

LEIA MAIS

1 – Editor de conteúdo do Drops de Jogos explicava as inverdades sobre Games e Violência há 10 anos

2 – Acredite se quiser – Brasileiros criam jogo mod de graça baseado na Caverna do Dragão

Em comum, eles pedem mais transparência de dados, pagamentos mais justos pelo financiamento de usuários e a redução da exploração dos streamers. Algumas pessoas vão aderir ao apagão, deixando de streamer em 23 de agosto ou divulgando a causa.

Segue um fio (thread) no Twitter para entender a iniciativa:

“Quem somos? Somos um movimento autônomo anticapitalista. Não possuímos relação com a União dos Streamers, apesar de concordarmos com a iniciativa e entendermos a importância da União.

Não temos líderes nem hierarquia. Algumas pessoas estão autorizadas a falar pelo movimento, mas nossas decisões são tomadas por consenso dentro do grupo que originou a ideia do apagão.

Objetivo do Movimento: Nosso objetivo é mobilizar streamers e viewers a não utilizarem a plataforma Twitch na data de 23/08, em protesto pelas reivindicações abaixo.

Anteriormente, o repasse das inscrições pagas para os streamers era de US$1,42 (R$7,59), US$1,24 (R$6,64) das inscrições de presente e US$1,75 (R$9,36) das inscrições pelo prime.

Com a mudança nos preços de inscrição na plataforma os valores de repasse passaram para: inscrições pagas: U$0,47 (R$2,50), inscrições de presente: U$0,41 (R$2,19), inscrições pelo prime: U$0,50 (R$2,67).

Ou seja, por mais que o valor da inscrição tenha diminuído, tornando mais acessível, o valor que os streamers recebem caiu significativamente, aproximadamente 1/3 do valor anterior.

Explicando de forma mais simples: O salário mínimo é de R$1100,00. P/ que um streamer conseguisse, apenas com o valor do sub, alcançar UM SALÁRIO MÍNIMO, seria necessário 523 subs pagos (R$2,50). E esse alcance é distante realidade de 99,9% dos streamers pequenos e médios.

Sabemos que a inscrição não é a única fonte de renda: os bits (moeda virtual da twitch), anúncios (que dão pouquíssimo dinheiro) e doações diretas como campanhas de arrecadação (catarse, apoiase, etc), publis, canais no youtube, e outras plataformas.

LEMBRANDO QUE recebemos R$ 2,10 porque o dólar no momento está altíssimo. Caso a economia brasileira volte ao normal (e esperamos que volte), nossos ganhos vão ser ainda menores e vamos precisar de ainda mais inscritos!”

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Saiba os SPOILERS de Resident Evil Village

Resident Evil Database cria Linha do Tempo com games da franquia

Confira os 5 games online mais jogados no mundo em 2021 segundo site

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments