Exclusivo – Saulo Camarotti fala sobre o fechamento da Indie Warehouse

Indie Warehouse foi considerada a maior coworking de games no Brasil. Desenvolveu mais de 100 jogos

Indie Warehouse. Foto: Reprodução/Divulgação/Twitter

Não é bom dar má notícia.

Mas ela precisa ser dada.

O Drops de Jogos soube há alguns meses que a Indie Warehouse, maior coworking de desenvolvimento de games, enfrentava dificuldades para manter suas atividades. No final de novembro, perto da data do BRING, Saulo Camarotti do estúdio Behold oficializou o fim do espaço de trabalho.

O galpão tinha mil metros quadrados, teve mais de R$ 4 milhões de investimento e desenvolveu mais de uma centena de games graças ao trabalho colaborativo das pequenas e médias empresas envolvidas.

Saulo concedeu uma entrevista exclusiva ao programa NewsGames, feito pelo Drops de Jogos na Rádio Geek, explicando as razões para o encerramento da Warehouse.

Entre os motivos alegados, estão a crise econômica que o Brasil enfrenta e os cortes de custos que os desenvolvedores estão fazendo. “A Indie Warehouse vai prosseguir no trabalho de muitos desenvolvedores que estiveram envolvidos. Tivemos avanços importantes graças a um esforço conjunto”, disse.

Apesar da má notícia, Saulo Camarotti e o estúdio Behold vão ampliar suas atividades para chegar até a cidade de Toronto, no Canadá, mas mantendo parte do time no Brasil.

Confira a entrevista completa, que também conta com comentários de Monique Alves sobre o Resident Evil 3 Remake, novidade recente da Capcom em evento da Sony.

A conversa começa no minuto 36.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.