Anatel abrirá consulta com a população sobre internet banda larga

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou que fará consultas com a população sobre o limite no acesso a dados para banda larga fixa pelas operadoras nesta quarta-feira (8). As operadoras de telecomunicações – a saber: Vivo, Oi, Claro e TIM – apoiaram a formação de audiência pública conjunta na Câmara dos Deputados.

Foto: Divulgação

O processo deve durar por 60 dias e incluirá "reuniões públicas". Detalhes não foram fornecidos sobre como isso ocorrerá. Um grupo executivo da Anatel analisará o impacto regulatório das medidas sobre o tema.

A Anatel afirma que proibição da adoção das franquias de banda larga fixa, com limitações de velocidade e mais custos, "continua em vigor, por prazo indeterminado". A medida foi tomada em abril, quando a presidente Dilma estava no poder e quando o interino Michel Temer não havia assumido.

No mesmo dia do anúncio, a superintendente de relações com consumidores da Anatel, Elisa Leonel, disse que o Marco Civil da Internet permite a cobrança dos dados em relação ao consumo do cliente, mas proíbe a interrupção dos serviços. A afirmação dela é verdadeira, mas o Marco protege o conceito de Neutralidade da Rede, que defende igual acesso a todos os meios online, uma premissa que não é respeitada na taxação da rede por franquias.

Anteriormente, o presidente da Anatel, João Rezende, afirmou que gamers "gastam muita internet" e deveriam pagar mais pela conexão de banda larga. Suas declarações públicas incentivaram uma ação da OAB que pede o seu afastamento.

As informações sobre a Anatel são da agência Reuters.

Via G1

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria