Executiva da Activision Blizzard, ex-consultora de Bush, culpa processo por “ferir” a empresa

Frances Townsend é lembrada também por ter feito apologia a tortura na Era Bush

Frances Townsend. Foto: Reprodução/Twitter

Depois de a divulgação do processo do governo da Califórnia contra a Activision Blizzard, que revelou casos de abuso, assédio sexual e discriminação contra as funcionárias mulheres em vários níveis da empresa, uma mensagem de uma gestora alimentou mais a crise em 23 de julho de 2021.

Num e-mail enviado aos funcionários da Activision Blizzard, a atual chefe de compliance da empresa, Frances Townsend, conhecida por sua apologia à tortura ao servir como consultora do Departamento de Segurança Nacional durante a administração de George W. Bush, defendeu a empresa.

Acredite se quiser: Frances chegou a culpar o processo em si por “ferir” a cultura da empresa.

“Sei que isso tem sido bem difícil para muitos de nós”, diz a mensagem, reproduzida por Jason Schreier, da Bloomberg, e Megan Farokhmanesh, da Axios. “Um processo aberto recentemente apresentou uma imagem distorcida e irreal de nossa companhia, incluindo histórias factualmente incorretas, antigas, e fora de contexto – algumas de mais de uma década atrás”. “As companhias da Activision de hoje, as companhias da Activision que eu conheço, são companhias excelentes e com bons valores”, continuou. “Quando entrei para a Equipe de Liderança Executiva, estava certa de que estava me juntando a uma empresa onde seria valorizada, tratada com respeito, e provida com as mesmas oportunidades oferecidas aos homens. Para mim, isto tem sido verdade neste tempo. Como líder, tenho compromisso de garantir que a experiência que tenho seja a mesma para o resto da organização”.

Frances Townsend é uma figura feminina no alto escalão da empresa, que é criticada no processo justamente pela prevalência de homens em posições de chefia. É importante notar, claro, que ela foi uma contratação recente, e com uma carreira inteira fora da companhia (e da indústria de games como um todo).

Executiva reforçou os diversos programas e movimentos internos da companhia em termos de diversidade dos funcionários, e proteção contra assédio sexual, além de igualdade de pagamento entre os gêneros. “Colocamos enorme esforço em criar políticas de compensação justas que reflitam nosso compromisso com oportunidades igualitárias”, escreve. “Revisamos compensações regularmente e nos sentimos confiantes de que pagamos todos os funcionários de forma justa por trabalho igual ou significativamente similar.”

No início de 2021, a Activision Blizzard foi criticada pela central sindical AFL-CIO, dos EUA, por resistir às propostas de diversidade propostas à indústria de games. Frances Townsend termina sua mensagem novamente desmerecendo o processo e seu impacto na empresa.

“Trabalhamos para uma companhia que verdadeiramente valoriza igualdade e justiça. Fiquem tranquilos de que a liderança está comprometida a continuar mantendo um ambiente de trabalho seguro, justo, e inclusivo”, declara a executiva. “Não podemos deixar as terríveis ações de outros, e um processo verdadeiramente sem mérito e irresponsável, ferir nossa cultura de respeito e oportunidade igual para todos os funcionários”.

Essa mensagem, de acordo com Schreier, deixou alguns funcionários da Blizzard “furiosos”.

Com informações do The Enemy.

LEIA MAIS – Saiba os SPOILERS de Resident Evil Village

Resident Evil Database cria Linha do Tempo com games da franquia

Confira os 5 games online mais jogados no mundo em 2021 segundo site

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments