Fake Friday: Não caia nas armadilhas das lojas virtuais picaretas

Para quem não está desesperado atrás de games, consoles e acessórios para ja, talvez valha a pena esperar passar a febre do consumo.

  • por em 25 de novembro de 2016
Imagem: Fotomontagem com imagem do site Falando em Varejo

A Black Friday é daqueles eventos que deveriam saciar a vontade dos consumidores em adquirir os bens há tanto tempo desejados, a preços mais em conta. No Brasil, no entanto, a data de promoções já virou sinônimo de picaretagem, com toda sorte de trambicagens e ate mesmo alvo da ironia da revista americana Forbes, que destacou as fraudes das "ofertas" brasileiras.

Para consumidores de cultura geek, eletrônicos e games (estes são, em geral, os produtos de maior procura nas lojas virtuais) resta a opção de garimpar oportunidades realmente proveitosas na internet, o que significa arregaçar as mangas e criar disposição extra para o trabalho que virá. O site criado para o evento, por exemplo, o Black Friday Legal, lista apenas duas lojas na categoria Brinquedos e Games. Nenhuma delas com foco nos jogos digitais.

A vitrine do site oficial da Black Friday no Brasil exibe apenas 11 produtos ligados a games e consoles, com preços que parecem os mesmos normalmente praticados por tais lojas em datas convencionais e certamente não farão o gamer destes tempos bicudos correr avidamente para o consumo voraz.

Sites como Já Cotei, Busca Descontos, Buscapé, Baixou e Dica de Preço podem ajudar a mapear as ofertas online e encontrar eventuais produtos a custo mais competitivo, mas uma análise inicial não mostrou queima de estoques a preços tentadores. De novo, vale uma avaliação criteriosa das promoções e tempo de dedicação para encontrar o que procura a um valor justo.

Não menos importantes, os sites do serviço ao consumidor Procon e o site de reclamações Reclame Aqui podem ser de grande ajuda para encontrar serviços e lojas que não cumpriram com suas obrigações para com os consumidores e valem a visita online.

Para quem não está desesperado atrás de games, consoles e acessórios para o arsenal pessoal de entretenimento eletrônico, vale aguardar um pouco mais. Passada a febre da Black Friday, eventuais encalhes podem ser disponibilizados a preços realmente interessantes e, como é praxe no mercado, após as festividades do fim do ano, outras promoções devem aparecer.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria