Saiba sobre as supostas informações do Nintendo Gigaleak

Informações confidenciais

Saiba sobre as supostas informações do Nintendo Gigaleak. Foto: Reprodução/Twitter

Supostos códigos e documentos confidenciais da Nintendo surgiram na internet e ganharam o nome de Nintendo Gigaleak.

Dados mostram games cancelados, protótipos, comunicação interna, detalhes de desenvolvimento e muito mais. Ele pode ser o maior vazamento de arquivos confidenciais da história dos videogames.

Gigaleak é composto por vários vazamentos, originados inicialmente de duas publicações no 4Chan.

Essas postagens incluíam, literalmente, muitos gigabytes sobre projetos internos da Nintendo. O primeiro conjunto de arquivos continha, principalmente, dados sobre a era do Super Nintendo (SNES), enquanto o segundo incluía informações sobre games do Nintendo 64 (N64). Há códigos fonte de títulos como The Legend of Zelda: Ocarina of Time, Super Mario 64 e mais. Além de jogos totalmente desconhecidos e de projetos cancelados.

Nas discussões, o que se diz é que a grande quantidade de material, escopo e detalhes das informações descobertas tornam muito improvável a possibilidade de alguém ter inventado tudo isso. Fala-se também que os desenvolvedores responsáveis já confirmaram a veracidade de alguns vazamentos.

Dylan Cuthbert, da Q-Games, que ajudou a criar a franquia Star Fox, falou sobre uma ferramenta de desenvolvimento feita para Star Fox 2 que ele não via “há quase 30 anos”.

Existe a possibilidade de que arquivos falsos tenham sido inseridos entre os demais, mas parte do Gigaleak é legítimo. A Nintendo ainda não comentou oficialmente sobre o Gigaleak. Os arquivos de Pokémon não são exatamente uma novidade, enquanto alguns comentaristas indicam que hackers foram os responsáveis. Outros indicam o hack que a Nintendo sofreu em abril como a possível fonte de acesso. Mas na época a empresa disse que os dados dos usuários foram acessados “por outros meios que não o nosso serviço” e disse que “atualmente, não há evidências apontando para uma violação dos bancos de dados, servidores ou serviços da Nintendo”.

Isso pode ter acontecido depois do caso de Zammis Clark. Foi o pesquisador de segurança que foi preso por hackear a Microsoft e, posteriormente, também hackeou a Nintendo enquanto estava sob fiança pelo primeiro crime. Ele foi acusado de “acessar os servidores de desenvolvimento de jogos altamente confidencias da Nintendo”, em que dados sobre games não lançados eram armazenados. O hack de Clark aconteceu há mais de um ano, mas agora usuários desconfiam a relação do ocorrido com o Gigaleaks.

Confira algumas informações que apareceram no Gigaleak:

Super Mario 64 com Luigi e mais

Provavelmente esta é uma das descobertas mais notáveis: o código fonte de uma versão de Super Mario 64 (que aparentemente, já foi chamada de Ultra 64 Mario Bros.), inclui um modelo de Luigi.

Arquivos incluem uma pasta chamada “Luigi”, cujo conteúdo foi utilizado em mods já existentes do game para visualizar o modelo em tempo real (disponível abaixo). Caso seja legítimo, o vazamento confirma décadas de rumores sobre a participação do irmão de Mario no jogo.

MMO de Pokémon

Fãs de Pokémon pedem por um jogo MMO há anos e a ideia foi considerara pela Nintendo em 2004. Arquivos do vazamento sugere que a iQue (uma empresa chinesa que foi co-fundada pela Nintendo) trabalhou em um protótipo do projeto, que seria jogável ao conectar um Game Boy Advance em um PC. No modo offline, o MMO permitiria que os jogadores capturassem cerca de 30 Pokémon em um jogo baseado em Fire Red e Leaf Green.

Conectar-se ao PC e jogar online adicionaria um sistema para chocar ovos, que dependeria de várias condições. O game também teria um sistema de torneios online e mais.

Os mapas iniciais de Zelda: Ocarina of Time

As principais descobertas sobre Ocarina of Time são focadas em áreas que aparentemente não foram lançadas para a versão final do game e outras que talvez tenham sido planejadas para uma expansão. Cenários pré-renderizados de Temple of Time foram encontrados nos arquivos, além de regiões não utilizadas, como uma versão inicial da Kokiri Forest. Também é possível encontrar versões alfa de inimigos, como o Baby Skeleton.

Protótipo de Yoshi’s Island

Há arquivos sobre um protótipo do que seria “Super Mario Bros 5: Yoshi’s Island”, que mostra um estilo artístico, interface e menus levemente diferentes do jogo que foi lançado.

Super Donkey

Uma das descobertas mais estranhas e engraçadas até agora é este game, que supostamente foi chamado de Super Donkey e seria uma versão inicial de Super Mario World (eventualmente, o jogo foi transformado em Yoshi’s Island).

Os arquivos mostram um personagem desconhecido — que até poderia ser uma versão renderizada de Mario, no estilo de Yoshi’s Island. Também há algumas mecânicas familiares, mas com um conjunto diferente de recursos visuais.

Protótipo de Super Mario Kart / Mario Kart 64

Os vazamentos incluem não apenas uma versão do Super Mario Kart original, com pistas inéditas ou alteradas, mas também incluem uma versão alfa do que se tornaria Mario Kart 64, que aparentemente utiliza os sprites de Super Mario Kart.

Super Mario World

Designs beta do jogo que se tornou Super Mario World mostram uma versão bizarra do Yoshi, além do fato de que Bowser mostraria as próprias patas. Também há um modelo de Luigi mostrando o dedo do meio.

Vimos no site do IGN Brasil.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.