Sony investe US$ 250 milhões na Epic, que hoje concorre com o Steam

Comprou as ações da empresa americana

Sony. Foto: Divulgação

Sony Corporation confirmou nesta quinta (9) um investimento de US$ 250 milhões (cerca de R$ 1,3 bilhão em conversão direta) em ações da americana Epic Games.

Ao comprar as ações, a gigante japonesa se torna acionista minoritária com uma participação de 1,4% no estúdio de jogos e oferece à Epic uma avaliação de mercado de 17,86 bilhões de dólares. “A poderosa tecnologia da Epic em áreas como gráficos os coloca na vanguarda do desenvolvimento de engines de jogos com o Unreal Engine e outras inovações. Não há melhor exemplo disso do que a experiência revolucionária de entretenimento, Fortnite”, disse Kenichiro Yoshida, presidente e CEO da Sony, no comunicado de anúncio do investimento. A Sony e a Epic trabalham juntas há anos, mas os sinais da aproximação entre as duas empresas se demonstraram em maio, quando a Epic revelou as primeiras imagens públicas do software Unreal Engine 5, responsável por criar as imagens gráficas dos jogos, rodando no hardoware do PlayStation 5. Na época, a Epic revelou que estava trabalhando em estreita colaboração com a Sony no desenvolvimento da arquitetura de armazenamento de seu console de última geração.

Esse acordo não significa que os títulos da Epic agora sejam exclusivos dos consoles da Sony, o estúdio ainda poderá publicar jogos em outras plataformas, confirmou a Epic, mas pode garantir vantagens para a japonesa na competição com a Microsoft no desenvolvimento de jogos para a próxima geração de consoles.

Em tempos de pandemia de coronavírus, a Epic Games Store está fazendo promoções agressivas, inclusive liberando jogos de graça, na sua loja. Disputa inclusive espaço com o Steam, da Valve.

Vimos na Veja.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.