O mundo dos games virou “digital”. Por Renato Degiovani

Seus eventos agora vão para a internet, especialmente com a pandemia de coronavírus

Notebook. Foto: Shutterstock

Na verdade ele sempre foi e no entanto, apesar da web já ter 30 anos no Brasil, os 3 eventos mais importantes relacionados aos jogos até ontem eram analógicos. Não que isso fosse ruim, muito pelo contrário. Mas desde sempre faltou em nosso mercado um evento digital relevante, fosse ele “bitubi”, “bituci” ou “bicuspi”. Pior que isso, os eventos analógicos sempre foram meio capengas quanto à cobertura online, ficando no feijão com arroz já saturado.

Graças (infelizmente) à pandemia estamos estrando em 2020 numa nova jornada de desbravamentos e a primeira delas começa na semana que vem: o BIG digital.

O BIG Festival, evento presencial que seria em julho foi reprogramado para (talvez) janeiro de 2021, virou BIG digital ou seja, toda a parte de palestras e negócios vai para o ciberespaço, enquanto o festival e o concurso ficam adiados. No jargão comercial, o BIG é um evento B2B ou seja, negócios entre empresas, com uma forte influência da visão cinema/audiovisual de ser.

Há rumores de que o SBGames, que é um evento essencialmente acadêmico (A2A?) também irá para o mundo virtual esse ano. O portal do evento ainda não tem nenhuma informação confirmando isso, mas é quase certo que Porto Galinhas (onde seria realizado) vai mesmo ficar pra uma outra oportunidade.

Resta a BGS, a maior e mais importante feira de games do Brasil, que ainda não deu sinais do que acontecerá neste ano. É um evento essencialmente B2C ou seja, voltado para o público final, justamente aquelas pessoas que consomem os produtos e (mais que os ibopes da vida) determinam quem é sucesso e quem não é.

Aconteça o que acontecer, teremos que aprender como fazer um evento virtual dar certo. Dificilmente, ainda que o isolamento social termine amanhã, voltaremos a um mundo sequer parecido com o de 2019.

Em tempo: o nosso lançamento (TILT e Bitnamic) do pacote Amazônia para colecionadores está confirmado para 19 julho de 2020, porém numa versão virtual (também). O evento físico B2C (business to comadres), remarcado para 11 de outubro no Clube HOMS em SP, ainda será uma grande festa para os amigos e fãs do game.

Renato Degiovani é o primeiro game designer de jogos digitais, desde 1981. É colunista do site Drops de Jogos no espaço DEV.LOG, com textos regulares sobre sua experiência de décadas. Foi o desenvolvedor do jogo Amazônia, é conhecido na comunidade nacional do aparelho MSX, editou a revista Micro Sistemas e é responsável pelo espaço TILT Online.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.