Opinião: O indie BIG Festival está jogando como gente grande. Por Pedro Zambarda

Sobre o BIG Festival 2021

BIG Festival 2021. Foto: Divulgação

Por Pedro Zambarda, editor-chefe do Drops de Jogos.

BIG Festival 2021, considerado o maior evento de jogos indies no Brasil e na América Latina, um dos maiores do mundo, deu passos importantes durante a pandemia do novo coronavírus.

O primeiro foi dado no ano passado – um evento digital envolvente e que tornou o BIG mais focado nos jogos que foram criados nesse período difícil do país.

O segundo chega neste ano.

BIG terá palestras de empresas gigantes como Xbox, Supercell e Riot. Vai trazer conteúdo inédito de oito jogos brasileiros, com direito a testes dos games, além dos eSports, um passo definitivo que o evento deu.

Irá trazer os dubladores de Resident Evil Village em um painel – o primeiro Resident Evil numerado em português da franquia de terror.

O evento foi criticado em 2018 em uma carta aberta de 250 desenvolvedores. Hoje, além do foco em títulos nacionais, o BIG Festival ainda firma pontes importantes com grandes publishers.

Está jogando como gente grande.

Sigamos em frente.

LEIA MAIS – Conheça 17 empresas que estão definindo o futuro dos games brasileiros

Fatec’s Out é o game brasileiro de 2020 segundo a pesquisa Drops de Jogos/Geração Gamer

Opinião – Death Stranding é sobre futuro; Cyberpunk 2077 é passado. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.