Super Smash Bros. foi a última missão de Satoru Iwata, presidente falecido da Nintendo, ao criador do jogo

  • por em 13 de setembro de 2019

“Eu coloquei tudo de mim neste jogo”, comentou o desenvolvedor Masahiro Sakurai.

Satoru Iwata, presidente falecido da Nintendo e um dos mais influentes executivos do mundo dos games sabia o caminho de sucesso que previa para a empresa.

Antes de falecer, vítima de complicações com a retirada de um tumor, em 2015, o executivo incumbiu Masahiro Sakurai, idealizador do game de luta Super Smash Bros. e famoso pela criação de Kirky, a finalizar o projeto.

“Eu coloquei tudo de mim neste jogo e, com mais DLC a caminho, vou continuar trabalhando duro”, desabafou o desenvolvedor em um post no Twitter.

“[Super Smash Bros. Ultimate] alcançou vários feitos até hoje. O jogo se tornou, por exemplo, o software da Nintendo mais rapidamente vendido”, informou durante cerimônia na Tokyo Game Show desse ano.

“O ato de criar o Super Smash Bros. para o Switch é, para mim, a realização de minha ‘missão final’ para o falecido presidente da Nintendo, Satoru Iwata”, continuou o game designer. “Há algo que aprendi de Iwata-san: O que você pode fazer agora, faça com todo o seu potencial”, finalizou, emocionando o público local.

Super Smash Bros. tem recebido novidades recentes, como o lutador Terry Bogard, de Fatal Fury e The King of Fighters, e os heróis Banjo e Kazooie, surgidos no game original de 1998, para o console Nintendo 64.



Kao Tokio é agente cultural, editor de conteúdo do Drops de Jogos e editor-chefe do PopGeeks .



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments