PlayStation Neo e Nintendo NX apresentam muitos boatos e poucas certezas na rede

O mercado deve ver, em breve, os novos equipamentos prometidos pelas empresas concorrentes.

  • por em 27 de abril de 2016

O mercado internacional de games recebeu esta semana as novidades de duas das grandes empresas de consoles de jogos, Sony e Nintendo. No caso da Sony, foram veiculadas informações sobre o novo modelo do aparelho PS4, previsto para chegar em outubro próximo. A Nintendo por sua vez informou oficialmente que seu próximo console chegará aos fãs de Mario e Cia. em março de 2017.

Ambos os assuntos estão recheados de rumores e especulações. O PS4, denominado como 4.5 ou 4k, deve trazer mudanças para o consumidor, mas a mais significativa até o momento é a informação veiculada pelo Giant Bomb. Para o site, o novo console deixa de contar com jogos exclusivos, motivo de orgulho para muitos sonystas de carteirinha.

O console da Nintendo, provisoriamente identificado como NX, já teve toda sorte de fofocas, rumores e balões de ensaio lançados para testar os humores do público cativo da empresa. Oficialmente, no entanto, a Nintendo jamais revelou qualquer detalhe sobre o projeto, Esta é uma prática corriqueira da Nintendo, que já lançou sistemas impressionantes como o NES, Game Boy e Wii, tomando o mundo de surpresa.

O hardware do modelo Neo do PS não deve diferir do atual, rodando o mesmo processador em um clock mais veloz. Como o nome indica, o aparelho deverá operar em processamento de imagem a 4k e maior fidelidade para imagens com resolução a 1080p. Quanto ao NX, são vagas as certezas sobre o console. Tatsumi Kimishima, o presidente da companhia, afirmou em entrevista ao Times que o aparelho deverá ser muito diferente da dupla anteriormente lançada, explicando não se tratar de um novo modelo de Wii ou Wii U. Sabe-se também que a empresa pretende utilizar chips de última geração, o que deve colocar o dispositivo de volta à guerra dos consoles, ao lado do PS4 e Xbos One.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Tecnologia