Dossiê Master System comemora os 30 anos do console em edição para colecionador. Por André Luiz Silva Negrão

Livro sobre o console da Sega traz informações sobre o equipamento e todos os jogos desenvolvidos para a plataforma.

Montagem a partir de fotos da Editora Europa e do site Gaga Games

Após 30 anos do surgimento no Japão, o videogame Master System recebe uma homenagem à altura de seu legado, com o lançamento no Brasil do Dossiê Master System, pela Editora Europa. O livro trás a história do console, detalhes de seu hardware e os modelos e acessórios lançados no Brasil. A qualidade gráfica do material se destaca, com 224 páginas recheadas de ilustrações e 100% colorido. A sensação é de estar lendo uma revista de videogames gigante. O material está disponível ao preço camarada de apenas R$ 39,90.

O ponto alto do projeto  fica por conta da lista completa com os 330 jogos do aparelho em ordem cronológica. Todos os jogos estão identificados com ilustrações e comentados com data de lançamento, as diferenças de títulos entre as regiões (Japão, Estados Unidos, Europa e Brasil), desenvolvedora, publicadora, gênero e número de jogadores. O zelo é tão grande que os jogos lançados nacionalmente pela Tectoy são identificados com uma bandeirinha do Brasil ao lado do título e as versões nacionalizadas, como o clássico Mônica no Castelo do Dragão, receberam espaço exclusivo. Os jogos de maior sucesso no Brasil também recebem destaque, com imagens maiores e espaço duplo de texto.

O livro apresenta um texto leve, semelhante ao de revistas de videogame, super adequado ao leitor casual, mas é possível perceber certas falhas no projeto. Algumas cores não se comportaram bem na impressão e prejudicaram certos textos, como na apresentação do jogo Mortal Kombat. Dá para ler, mas ficou pouco legível. Alguns poucos erros de digitação passaram batidos da metade do livro ao seu término, demonstrando a dura jornada dos revisores no final da produção. Mas são falhas menores, que não chegam a comprometer a qualidade editorial do livro.

Talvez o maior equívoco seja a brevidade do livro como um todo. Em pouco mais de 30 páginas toda a história do aparelho foi destrinchada. Podiam ter aproveitado a ocasião para obter mais informações do console com a produtora Tec Toy, como a quantidade total de aparelhos vendidos ou os jogos mais bem sucedidos no Brasil. Cada um dos 330 jogos possui textos extremamente curtos para um livro. A própria Editora Europa já publicou matérias mais detalhadas sobre consoles em suas edições da revista Old Gamer! e, dessa forma, o livro parece excessivamente resumido. Seria um mérito digno da história do console tentar manter o livro mais grandioso do que já é.

Se você já teve um Master System ou deseja saber mais sobre o console, não há desculpas para deixar de colocar esse livro na sua coleção. Agora, é aguardar que a editora lance outros livros sobre videogames. Que venham as versões de Mega Drive, Super Nintendo, Playstation… e muito mais.

O Dossiê Master System pode ser encomendado diretamente no site da Editora Europa.

André Luiz Silva Negrão
Retro Gamer de coração, passou alguns de seus melhores momentos na frente de um Mega Drive e um Snes e é colaborador do Drops de jogos. É também game designer, estudioso sobre Trading Card Games e jogos educativos. Atualmente envolvido no desenvolvimento do seu novo jogo, Anjos & Dragões.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Cultura