Resoluções de Ano Novo ficam mais fáceis com site que gamifica tarefas cotidianas

Sistema oferece criação de avatar que deve vencer desafios e superar metas para ganhar itens e encantamentos.

  • por em 3 de janeiro de 2016
Imagem: divulgação

Aquelas determinações e promessas para o Ano Novo podem ganhar um upgrade e se transformar em uma aventura divertida, através do site Habitica. Trata-se de um sistema que gamifica as tarefas cotidianas e metas desejadas, de modo que o internauta consiga cumprir as resoluções de Ana Novo ou quaisquer intenções idealizadas para sua vida.

O site funciona com os princípios de um RPG online no qual, após criar seu avatar para representá-lo no progresso do game e adicionar certas tarefas, o usuário deverá indicar as metas serem realizadas. À medida em que os trabalhos são concluídos, o personagem recebe bonificações ou é punido com o não cumprimento dos objetivos definidos. As boas metas são recompensadas com liberação de equipamentos, armas especiais, mascotes, missões e outros recursos.

O serviço permite adquirir pedras preciosas para aprimorar a apresentação de seu personagem e, caso o jogador se sinta solitário em sua jornada, existe a opção de encontrar mais jogadores online para compartilhar as missões e comemorar os resultados em equipe. É possível tmbém convidar amigos para o jogo.

Como é comum nesses tempos de interconectividade, o aplicativo pode ser baixado para dispositivos móveis com sistemas iOS e Android, o que permite manter contato permanente com seu grupo e atualizar as missões e conquistas. O game está longe de oferecer ao público uma experiência realmente imersiva, similar a um RPG online, mas a criação de uma interface com personagens de 8 bits e a possibilidade de partilhar seu progresso entre os amigos são certamente aspectos valiosos como incentivo para cumprir as tão difíceis resoluções para o novo ano.

Para iniciar o game, basta acessar o site e cadastrar-se gratuitamente.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Cultura