Ministro Silvio Almeida propõe parceria com a indústria de games para promover direitos e combater violências

Titular do MDHC defendeu a criação de uma estratégia governamental destinada à educação dos gamers e a construção de um diálogo com o mercado durante o 1º Encontro Progresso dos Games no Brasil

Ministro Silvio Almeida e o Encontro Progresso dos Games. Foto: FAM/Divulgação

Ministro Silvio Almeida e o Encontro Progresso dos Games. Foto: FAM/Divulgação

Do site do governo federal. O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC), Silvio Almeida, participou do 1º Encontro Progresso dos Games no Brasil nesta quarta-feira (28), em São Paulo (SP). No evento, o titular do MDHC propôs a criação de uma estratégia governamental destinada à educação dos gamers, além da construção de um diálogo com o mercado. “Uma estratégia que envolva especialistas do meio, além dos próprios gamers, para que possamos promover campanhas educacionais sobre os valores democráticos, os direitos de todas as pessoas e o combate a todos os tipos de violência”, pontuou.

“Acho importante que construamos esse diálogo com a indústria gamer de forma mais colaborativa e frequente. É essencial que nós consigamos pensar e implementar políticas públicas para essa comunidade, considerando também a importância econômica e cultural que o tema tem hoje”, completou o ministro.

No evento, Silvio Almeida falou ainda sobre a relação pessoal com os games. “Sou um antigo jogador de “atari”, ainda dos tempos dos cartuchos, e posso dizer que de fato tenho uma relação muito saudável com o videogame, mesmo que hoje com menos tempo”, enfatizou.

O encontro foi organizado pela Rede Progressista de Games (RPG), autora da cartilha Lula Play – uma série de propostas para a criação de políticas públicas no setor de videogames e entretenimento eletrônico.

Enfrentamento à violência

Ainda durante o encontro, o ministro apresentou as ações que têm sido desenvolvidas no Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) e pelo governo federal “no sentido de dissolver aproveitadores que usam os espaços virtuais e dos jogos para cometer crimes”.

“No MDHC o tema está constantemente em pauta, por exemplo, por meio de ações como a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial para combater e prevenir os discursos de ódio e o extremismo. Na próxima semana será divulgada a íntegra do relatório produzido por esse grupo, com um diagnóstico e recomendações de políticas públicas e estratégias a serem utilizadas”, completou Silvio Almeida.

LEIA MAIS

1 – Pedro e Paulo Zambarda dão suas impressões sobre One Piece Odyssey e The Legend of Zelda: Tears of Kingdom

2 – Sangue, Suor e Pixels é o melhor livro sobre história de desenvolvimento de jogos. Por Pedro Zambarda

Ministro Silvio Almeida e o Encontro Progresso dos Games. Foto: FAM/Divulgação

Ministro Silvio Almeida e o Encontro Progresso dos Games. Foto: FAM/Divulgação

Números

Estima-se que cerca de 75% dos brasileiros jogam jogos eletrônicos. O mercado brasileiro de videogames movimentou cerca de 2 bilhões e 300 mil dólares em 2021. De acordo com dados das desenvolvedoras de jogos digitais, a indústria brasileira desse segmento teve um crescimento de mais de 700% no número de empreendimentos na última década.

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments