Jesús Fabre, cinegrafista da cultura de games, é novo parceiro do Drops de Jogos

Profissional iniciou carreira no jornalismo de games em 2009 e mantém o projeto The Gamer Inside.

  • por em 28 de maio de 2015
Foto: Reprodução/Facebook

O mestre em comunicação digital e educação pela Universidade de Alcalá de Henares, da Espanha, Jesús Fabre é o novo colaborador e parceiro do Drops de Jogos.

Profissional atuante como community manager e relações públicas de estúdios de jogos independentes, Jesús começou a trabalhar com jornalismo de jogos e com comunidades de players a partir de 2009. Desde então, ele se focou em diferentes áreas da comunicação e jogos em geral, realizando projetos diversos para de estúdios na Inglaterra, Espanha, Finlândia e Brasil. No país, o comunicador trabalhou junto a estúdios e produções como Pixel Piracy, Nihilumbra, Darkout e nos jogos para mobile Hope: The Other Side of the Adventure e SPINRUSH, além de colaborar nos projetos Monument Valley e Toren. Atualmente, desenvolve a função como PR e social media no Aquiris Game Studio.

Seu projeto pessoal é o The Gamer Inside, uma coletânea de vídeos criada a partir de eventos dedicados ao desenvolvimento e à cultura de games. Ele dá destaque às produções e aos profissionais do mercado brasileiro e atraindo novos públicos para a insurgente cena de jogos digitais no país. Esta produção, disponível no canal de vídeo do YouTube do jornalista e passa a integrar os conteúdos do Drops de Jogos a partir de agora. Queremos, com isso, oferecer mais informação ao público e consolidar a nossa missão de fortalecer o desenvolvimento nacional de games.

Nesta semana, o canal apresenta palestra de Alessandro Martinello, diretor artístico do estúdio Swordtales, sobre a produção de Toren.

Com mais este apoio, o Drops de Jogos mantém o compromisso de informar com qualidade e abrir espaço para os grandes momentos da cultura de games no Brasil.

Seja bem-vindo, Jesús Fabre.

Assista abaixo ao vídeo sobre a produção de Toren:

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Editorial