eSports: Comitê Olímpico Internacional planeja criar Jogos Olímpicos para a modalidade

Planejamento

Foto: Freepik

Foto: Freepik

Com o avanço da tecnologia, uma das modalidades esportivas que mais cresceu é o eSports, que são os esportes virtuais. Nos eSports, existem diversos tipos de jogos, atraindo a atenção do público jovem, que pode acompanhar o desenvolvimento da modalidade e torcer pelas suas equipes e atletas favoritos.

Dessa forma, o que antes era encarado como entretenimento ganhou atletas profissionais, focados em treinos diários para alcançar o nível mais alto possível em competições emocionantes.

Com isso, os eSports crescem tanto, sendo possível apostar nos torneios em sites como a Betfair Brasil. Os eventos são acompanhados em tempo real, possibilitando entradas pré-evento ou ao vivo.

Além disso, com várias opções de jogos, a modalidade ganha perfis diferentes de público. É possível atrair o interesse de quem gosta de jogos de esportes, por exemplo. Além disso, existem os famosos “jogos de tiro”, como o Counter-Strike, um dos carros chefes.

Dessa forma, a modalidade ganha destaque nos dois estilos e também conta um público que acata os dois. Com todo esse impulsionamento, já começa um debate para implementar o eSports nos Jogos Olímpicos, o que não seria nenhum absurdo visto todo o engajamento que a modalidade traz. Porém, ainda não existe nenhuma garantia de que isto irá acontecer nos Jogos de 2028.

Planos de criação para Jogos Olímpicos

No mês de outubro, Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), falou que a entidade está planejando a criação do eSports nos Jogos Olímpicos. Segundo ele, há 3 bilhões de pessoas jogando por todo o mundo, a maioria, jovens, abaixo dos 34 anos.

Sem mais detalhes, Bach ressaltou que a modalidade tem um início muito promissor e que deseja impulsionar os jogos com a força das Olimpíadas. Vale lembrar que em 2018 o COI organizou na Suíça o eSports Forum, em Lausanne. Em 2019, aconteceu o Brasil eSports Forum, com presença de diversas autoridades públicas. Além disso, em 2021 teve o Olympic Virtual Series. Já em junho deste ano teve uma Semana dos eSports, em Singapura.

Na ocasião, o evento contou com simuladores de esportes, com modalidades tradicionais ou jogos que envolvem atividades físicas. Portanto, os principais jogos da modalidade, como League of Legends e Counter-Strike não estiveram presentes.

A exceção foi o Fortnite, mas Vincent Pereira, head de esportes virtuais e games do COI, ressaltou que os jogos de tiro em primeira pessoa jamais entrarão nas Olimpíadas.

Próximas olimpíadas já tem novidades

Para Paris 2024, breaking dance e a canoagem slalom extremo serão as novidades entre as novas modalidades. A expectativa é alta para ambos, que estrearão no ano que vem. 

Dessa forma, Paris 2024 contará com as seguintes modalidades:

  • aquáticos (natação competitiva, artística, maratona aquática, saltos ornamentais e polo aquático);
  • tiro com arco;
  • atletismo;
  • badminton;
  • basquete e basquete 3×3;
  • boxe;
  • breaking;
  • canoagem de velocidade e slalom;
  • ciclismo (BMX freestyle, BMX Racing, de estrada e de pista);
  • hipismo (adestramento, salto e concurso completo);
  • esgrima;
  • futebol;
  • golfe;
  • ginástica artística, rítmica e de trampolim;
  • handebol;
  • hóquei;
  • judô;
  • pentatlo moderno;
  • remo;
  • rugby e rugby sevens;
  • vela;
  • tiro esportivo;
  • skate;
  • escalada esportiva;
  • surfe;
  • tênis;
  • tênis de mesa;
  • taekwondo;
  • triatlo;
  • vôlei de quadra e de praia;
  • levantamento de peso;
  • luta greco-romana e estilo livre

Além disso, o Comitê Olímpico Internacional (COI) já confirmou cinco novas modalidades para os próximos anos. Portanto, Críquete, flag football, squash, beisebol/softball e lacrosse se tornaram oficialmente esportes olímpicos e estarão presentes até 2028.

Foto: Freepik

Foto: Freepik

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments