Ana Ribeiro, de Pixel Ripped, viajou até a China para o Global Innovator Conference, na Ásia

A desenvolvedora maranhense Ana Ribeiro, criadora do jogo Pixel Ripped, viajou até o Global Innovator Conference 2016 em Pequim, na China, no dia 9 de abril. A visita marcou a primeira ida da desenvolvedora para a Ásia, justamente ela que fez o primeiro game brasileiro para realidade virtual.

Foto: Arquivo Pessoal

Ana começou nos games depois de vender empadas no Maranhão, quando era funcionária pública. Foi até o Reino Unido fazer pós-graduação em games. Ela foi premiada no evento A MAZE, em Berlim na Alemanha, há um ano, em uma das primeiras cerimônias dedicadas ao VR na Europa.

Ela está finalizando seu game Pixel Ripped nos Estados Unidos graças aos esforços da aceleradora Boost, com apoio da Oculus que se localiza dentro do Facebook.

Para entender melhor a história dela, leia o artigo do Drops de Jogos sobre o "Quarteto Fantástico" do VR brasileiro.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie