Associações realizam encontros para esclarecer edital da Ancine aos desenvolvedores de games

Serão R$ 10 milhões, divididos três faixas distintas de financiamento.

  • por em 13 de dezembro de 2016
Imagem: arte a partir do logo da Ancine

A complexidade das informações para atender às exigências do edital de games lançado pela Ancine tem movido as associações de classe a realizarem encontros para tirar as inúmeras dúvidas dos desenvolvedores interessados em participar do processo.

A Abragames, Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais, promoveu, no último dia 12 de dezembro, um bate papo entre os produtores de jogos de Recife e representantes da entidade e do Hub de Economia Criativa Kokku. Para a troca de ideias, foi convidado o representante da Secretaria de Políticas de Financiamento da Ancine, Paulo Alcoforado, que explicou em detalhes questões pontuais do edital e suas especificidades.

A associação já agendou outras datas em diferentes cidades brasileiras, com o objetivo de alcançar o maior número possível de desenvolvedores e interessados. No próximo dia 15 de dezermbro, São Paulo e Porto Alegre serão palco do plantão para dúvidas dos indies locais. Além da Abragames, a ADJogosRS, entidade representante dos desenvolvedores gaúchos, recepcionará o público para os esclarecimentos sobre o edital na reunião sulista.

No próximo dia 20, será a vez do encontro marcado entre desenvolvedores cariocas e a equipe responsável pelas informações sobre o maior investimento público já realizado no país para o desenvolvimento de jogos.

Serão R$ 10 milhões, divididos três faixas distintas de financiamento, com investimento de até R$ 1 milhão para dois jogos classificados na categoria A, R$ 500 mil em captação para 10 projetos da catagoria B e 12 produções financiadas em até R$ 250 mil.

Mais informações sobre o edital e os encontros diretamente no site da Abragames.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie