Conheça os vencedores e os jurados do BIG Festival 2015

Na noite desta quinta-feira (2) foram divulgados os vencedores das diferentes premiações do BIG Festival 2015, evento brasileiro no Centro Cultural São Paulo que reúne jogos indies nacionais e internacionais para uma exposição gratuita. A reportagem do Drops de Jogos esteve no local e divulga os indicados e os campeões em cada segmento. Confira todos os detalhes da entrega dos troféus.

Foto: Pedro Zambarda/Drops de Jogos

Melhor Jogo: This War of Mine, do 11 Bit Studios
Indicados: Event[0] (Ocelot Society), Lumino City (State of Play Games), Mekazoo (The Good Mood Creators), This War of Mine (11 Bits Studios) e Treeker: Os Óculos Perdidos (Fernando Paulo).

Revelação Brasil: Toren, da Swordtales
Indicados: Magenta Arcade (Long Hat House), Momodora III (Guilherme Melo Martins), Odallus: The Dark Call (JoyMasher) e Toren (Swordtales).

Melhor Arte: Lumino City, da State of Play Games
Indicados: Lumino City (State of Play Games), Plug & Play (Etter Studio), The Coral Cave (Atelier Sentô), This War of Mine (11 Bit Studio) e Treeker: Os Óculos Perdidos (Fernando Paulo).

Melhor Educativo: Learn Japanese with Tako, da Giant Soul Interactive
Indicados: Learn Japanese with Tako – Hiragana, Katakana, Kanji and Romaji (Giant Soul Interactive), Niche – a generic survival game (Playful Oasis), Overpaint (LANDKA), Synonymy (Christopher Jarvis) e Wyz (Patricia da Silva Leite). 

Melhor Gameplay: Okhlos, da Coffee Powered Machine
Indicados: A Good Snowman Is Hard To Build (Benjamin Davis & Eyan Roth), Big Action Mega Fight! (Double Stallion Games), Circa Infinity (Kenny Sun), Klang (Tinimations) e Okhlos (Coffee Powered Machine).

Melhor Narrativa: Dead Synchronicity
Indicados: Dead Synchronicity: Tomorrow Comes Today (Fictiorama Studios), Event[0] (Ocelot Society), This War of Mine (11 Bit Studios), Three Fourths Home ([bracket]games) e ULTRAWORLD (Neon Serpent LLC).

Melhor Som: Inside My Radio, do Seaven Studio
Indicados: Apotheon (Alientrap Games), Inside My Radio (Seaven Studio), Klang (Tinimations), Mekazoo (The Good Mood Creators), Thumper (Drool)

Inovação: Event[0], da Ocelot Society
Indicados: Event[0] (Ocelot Society), Find the Line (Stigol), Nova-111 (Funktronic Labs), Plug & Play (Etter Studio) e Tribal & Error (Grotman).

Melhor do BIG Starter: Relic Hunters Zero, da Rogue Snail

Melhor Jogo Educacional (BIG Starter): Fofuuu, da Be|Tri

Júri Popular (escolha por votação): This War of Mine, do 11 Bit Studios

Quem é o júri do BIG Festival?
Jefeson Valadares (Bandai/Namco), Joel Breton (505 Games), Mike Foster (Sony) e Tamir Nadav (Rock You).

Quem é o júri do BIG Starter?
Carlos Estigarribia (RightZero), Gilson Schwartz (Games For Change, G4C), Jason Della Rocca (Execution Labs), Jeferson Valadares (Bandai/Namco), Lucas Rocha (Fundação Lemann), Mario Lapin (Virgo Games) e Pedro Waengertner (Aceleratech/ABRAII).

Dados importantes sobre o BIG Festival, divulgados na premiação.
O evento teve 692 jogos inscritos de 43 países, 375 reuniões presenciais de negócios e 175 conferências transmídia. Todos esses dados colocam o BIG entre os três maiores festivais independentes do mundo.

Via Geração Gamer

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie