Em Operação Abaporu jogador passeia pelo Brasil investigando o roubo da obra antropofágica

Game criado pelos desenvolvedores de Sergipe tem belo visual, mas exige aprimoramentos.

  • por em 11 de junho de 2015

Imagens do game (Divulgação)A equipe de profissionais do estúdio Lumentech, de Aracaju, em Sergipe, disponibilizou seu mais recente game, Operação Abaporu, nas lojas virtuais da Apple e Google.

Trata-se de um jogo de investigação no qual seu personagem deverá desvendar os mistérios que levam a encontrar o Abaporu, obra de arte brasileira pintada por Tarsila do Amaral em 1928 para seu marido Oswald de Andrade, na época do movimento antropofágico da cultura nacional.

O game apresenta situações que conduzem o investigador por várias localidades brasileiras recolhendo pistas e analisando informações para apanhar o responsável pelo desaparecimento da pintura. Embora conte com artes muito bem elaboradas – um dos pontos fortes do estúdio, que tem no currículo outros trabalhos com belos visuais – o projeto necessita de aprimoramentos na jogabilidade, apresentando uma estrutura narrativa que oferece pouco espaço para as decisões do jogador. Alguns feedbacks recebidos pelos desenvolvedores desde o lançamento dão conta justamente da importância de permitir mais liberdade de ação no game, para que o jogador não se sinta involuntariamente conduzido ao longo da história.

O estúdio Lumentech está em atividade desde 2004, com a produção de games como Traffic Slam Arena, Medievo e Axe Penny Paintball, entre outros. Operação Abaporu foi desenvolvido com o apoio do Ministério das Comunicações através do edital INOVApps, que ofereceu prêmios de R$ 80 mil para os aplicativos selecionados.

A obra Abaporu, que dá título ao game, foi produzida em técnica de óleo sobre tela e está avaliada em aproximadamente US$ 1,5 milhão. Exposta atualmente no Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, o trabalho faz uma reflexão sobre o povo brasileiro e a própria  Antropofagia modernista brasileira, movimetno artístico que propunha deglutir e adaptar a cultura estrangeira para o país.

O jogo pode ser baixado nas lojas virtuais App Store e Google Play.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie