Ex-diretor da Ubisoft entra em projeto PAGO, do estúdio Epopeia

O estúdio gaúcho Epopeia, de Porto Alegre, recebeu o reforço na criação do jogo PAGO do produtor Christopher Kastensmidt, roteirista norte-americano radicado na capital do Rio Grande do Sul desde 2001. Ele vai ajudar a criar uma aventura inspirada nas histórias gaúchas e nos cenários do pampa.

Foto: Arquivo Pessoal

Christopher foi entrevistado pelo Drops de Jogos no DASH Games. O depoimento será divulgado em breve.

Ele é autor internacionalmente premiado pela série “A Bandeira do Elefante e da Arara”, além de ter seus livros, histórias em quadrinhos e jogos publicados mundialmente. Christopher foi sócio-diretor do Southlogic Studios e diretor criativo da Ubisoft, além de participar de diversos projetos de destaque, como Starlit Adventures, game com cinco milhões de usuários em que ele atuou como diretor transmídia. 

“A primeira vez que me apresentaram o PAGO, me encantei com o projeto. É um game de temático universal e uma linda ambientação regional que vai chamar muita atenção pela originalidade”, disse Christopher em release divulgado à imprensa no dia 7 de novembro. 

A equipe gaúcha leva em consideração que o desenvolvedor é veterano, com 20 anos no mercado de games mundial.

O novo jogo surge no centenário da morte do escritor João Simões Lopes Neto, de Pelotas, cujas obras servem de inspiração para a trama de PAGO. Simões Lopes Neto é considerado o maior autor regionalista do Rio Grande do Sul e sua maior característica literária é valorizar a história do gaúcho e suas tradições.

“Cancioneiro Guasca”, “Contos Gauchescos”, “Lendas do Sul e “Casos do Romualdo” são os quatro livros lançados por Simões Lopes Neto em sua vida, mas o autor só atingiu destaque após sua morte, em 1916. Figuras como Boi Tatá e Salamanca do Jarau, destaques na obra do pelotense, estarão presentes na jornada do game brasileiro, que também irá explorar outros desafios ao longo da exploração do pampa. 

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie