EXCLUSIVO: Depois de cancelar DASH GAMES, ADjogosRS vence editais com aporte de R$ 5 milhões do governo

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Rio Grande do Sul venceram licitações de editais públicos, incluindo parte do valor para videogames. A informação foi dada em primeira mão ao Drops de Jogos por Ivan Sendin, diretor-executivo da ADJogosRS, associação local de desenvolvedores de games que poderão executar 100% do seu planejamento estratégico para os próximos dois anos. Os investimentos giram em torno de R$ 5 milhões, o setor terá parte deste dinheiro e a notícia é um alívio após o cancelamento do DASH GAMES por falta de patrocínio de apoiadores.

Foto: Divulgação

Os editais de Projeto Estratégico e Governança da APL selecionaram arranjos que passarão a receber apoio do governo do estado do Rio Grande do Sul, promovidos pela a Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI). Para entrar nos programas, as propostas deveriam demonstrar que promovem o desenvolvimento regional e geram ganhos econômicos às empresas integrantes do APL. A iniciativa visa aumentar a competitividade do arranjo, fortalecer sua governança e promover o desenvolvimento regional sustentável.

Dos R$ 5 milhões aprovados em dois editais, eles serão distribuídos em diferentes APLs, que inclui também o setor de games gaúcho.

A análise para as aprovações foi realizada por 24 pessoas de seis instituições participantes: Além da AGDI, integraram a comissão Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), Secretaria do Planejamento, Mobilidade e Desenvolvimento Regional (Seplan), Secretaria de Cultura (Sedac), Badesul e Federação das Indústrias do Estado (Fiergs).

“O que é mais interessante constatar é que mesmo concorrendo com várias APLs de segmentos tradicionais a gente conseguiu mostrar que o nosso projeto era importante para um crescimento”, explica o presidente da ADjogosRS, Carlos Idiart. “Este foi o ano mais difícil para nós, com toda a crise que o Rio Grande do Sul esta passando, pois tivemos o cancelamento do DASH e de algumas ações que já estavam adiantadas com o governo no final do ano passado. Então, se o começo do ano foi horroroso para nós, o fim esta compensando todo o nosso esforço”, complementou o diretor da associação, Ivan Sendin.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie