IndieCade 2015 terá site em português para auxilar desenvolvedores brasileiros a participarem da premiação

Iniciativa pretende auxiliar quem desenvolve no páis mas não domina o idioma inglês.

  • por em 5 de maio de 2015

Diego Barboza, desenvolvedor de games da Unnamed Fiasco, que pretende submeter seu trabalho ao IndieCade 2015, evento criado para descobrir e premiar projetos de jogos independentes de todo o mundo, decidiu, na última semana, dar uma força para os indie devs nacionais que, mesmo arriscando realizar a produção de seus jogos, não dominam o idioma inglês. Sua missão, como informou, será traduzir parte do site e do material promocional do prêmio para o português, de forma a facilitar a participação dos desenvolvedores de todo o país.

"Vou submeter um jogo para o festival. Enquanto preenchia os formulários fiz um comentário com eles pelo Twitter que seria legal ter algum suporte ao português (eles também estão traduzindo pra outros idiomas) e me perguntaram se eu poderia colaborar com a tradução", informou o designer, em conversa com o Drops de Jogos. "Basicamente, fiz o trabalho de tradução voluntariamente e estou ajudando na divulgação para a comunidade nacional, além de poder servir como intermediário se algum desenvolvedor quiser tirar dúvidas em português", esclareceu.

Além de auxiliar potenciais desenvolvedores a enviarem suas contribuições para o evento, Diego ainda conseguiu um desconto camarada no valor de submissão dos projetos, que, no Brasil, caiu de US$ 110 para US$ 48. "Quando iniciamos as conversas sobre a tradução, o pessoal do IndieCade me perguntou se seria interessante ter um valor diferenciado pra cá, para tornar a inscrição mais acessível. Eu passei pra eles os valores que o Steam cobra por jogos por aqui para que eles tivessem uma ideia da conversão e eles voltaram com este valor final de 48 dólares", explicou. Este desconto se dará através de um código que será disponibilizado tão logo o site em português esteja no ar. "A ideia do festival é ser o mais diverso possível, então, se algum desenvolvedor brasileiro ficasse de fora por causa da barreira do idioma ou do preço da inscrição, este problema já está sanado", completou.

O IndieCade oferece várias formas de promover os jogos submetidos e conta com sessões de networking presencial e a distância, oferecendo contatos com publishers e outros profissionais da área, informou o programador de jogos. "No mínimo, é um bom canal pra exposição dos jogos submetidos", acredita.

O festival ocorre entre 22 e 25 de outubro em Culver City, na California, e as inscrições estarão abertas até 1º de junho.
Enquanto o site brasileiro não fica pronto, os interessados podem colher informações adicionais diretamente no site do evento.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie