Sashira, game produzido com realidade virtual por indies de Minas Gerais, será exibido ao público no MAX

Action RPG com elementos de estratégia, o jogo se passa em épocas distintas, unindo passado medieval e um futuro pós-apocalíptico.

  • por em 4 de junho de 2016
Imagem: Big Ideia

Um grupo de desenvolvedores independentes do curso de jogos digitais da PUC-MG e da Casa dos Quadrinhos se uniu para criar o projeto Sashira, game em realidade virtual que poderá ser testado pelo público no próximo do mingo, dia 05 de junho, no MAX, Minas Gerais Audiovisual Expo, evento que acontece em BH, esta semana.

O jogo é resultado da parceria entre as instituições de ensino e foi produzido para uso com o Google Cardboard, recurso de baixo custo, utilizado em smartphones para oferecer a oportunidade de vivenciar a realidade virtual nos jogos digitais.

O jogo conta com o sistema Leap Motion, tecnologia de captura de movimentos da mão, que permite ao jogador realizar comandos dentro do jogo. “Esse dispositivo foi feito inicialmente para substituir o mouse, mas não foi muito bem sucedido. Com a realidade virtual, se tornou uma alternativa viável para realizar comandos com a mão”, explicou Ronaldo Gazel, professor do Centro Universitário UniBH e especialista em Gamificação e Tecnologias Emergentes, também participante do projeto.

O game, ambientado no mundo ficcional de Nuna, é um Action RPG com elementos de estratégia, que se passa em duas épocas distintas, unindo um passado medieval ambientado na china e um futuro pós-apocalíptico. 

Não há previsão de lançamento comercial do projeto, mas a parceria entre os centros educacionais, que já rendeu produções anteriores, deve dar continuidade às criações de entretenimento digital.

Acompanhe o Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indie