Women Game Jam 2020 acontece no final de agosto

Maratona de desenvolvimento voltada para mulheres (cis e trans)

Women Game Jam 2020 acontece no final de agosto. Foto: Divulgação

Recebemos a seguinte informação:

A Women Game Jam chega à sua 4° edição e, pela primeira vez, acontecerá de forma inteiramente online, possibilitando que mulheres cis, trans e pessoas não binárias de diferentes países, culturas e raças possam juntas desenvolver jogos. A edição de 2020 vem com muitas novidades. E a primeira delas é que, por ser online, a maratona de desenvolvimento de jogos terá duração de dez dias e acontecerá do dia 21 a 30 de agosto. Essa edição chega com foco na troca de experiências e construção de uma comunidade forte, unida e engajada.

A Women Game Jam tem sede em 8 países, que são: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, México e Peru, sendo a maior game jam para mulheres da América Latina. E pela primeira vez na sua história, mulheres de qualquer lugar do mundo poderão se inscrever para participar do evento, uma possibilidade única de adquirir experiências e construir redes.

Apesar das mulheres representarem uma grande parcela da comunidade de jogadores, esse quadro não se reflete no que tange ao desenvolvimento de jogos. Hoje no Brasil, de acordo com o 2° Censo da Indústria Brasileira de Jogos, as mulheres representam apenas 21% da mão de obra na indústria de games e, em nível global, pessoas transgênero representam menos de 2% – logo, precisamos de ações que insiram e criem possibilidades para que essas pessoas possam trabalhar como desenvolvedoras.

As Game Jams muitas vezes são a porta de entrada para uma carreira na área de desenvolvimento de jogos, pois elas concentram pessoas com interesses em comum e diferentes níveis de experiência, sendo para muitas mulheres a primeira possibilidade de desenvolver um jogo e começar a construir um portfólio. Porém, ser uma mulher num cenário que ainda é dominado por homens pode fazer com que muitas delas sintam que “não pertencem” a esse ambiente. E a presença feminina é tão escassa nesses eventos que, quando ela surge, é frequentemente acompanhada de desconforto, seja pelo assédio, seja pelo tratamento diferenciado. Infelizmente, o que não faltam são depoimentos de mulheres que passaram por situações, no mínimo, desagradáveis e é necessária uma mudança nesse cenário.

Por isso, a Women Game Jam existe: para criar um ambiente acolhedor, para dar suporte e, principalmente, para que essas mulheres sintam que têm liberdade para criar, trocar, aprender e errar. A Women Game Jam foi criada para que mulheres possam se sentir mais seguras, mais fortes e, consequentemente, mais empoderadas ao se verem refletidas em todas as participantes e que assim elas passem a ocupar esses espaços, tornando-os mais amigáveis para pessoas de qualquer gênero, raça e credos.

O convite é para toda mulher (cis ou trans) e pessoa não binária que queira experimentar o ambiente de criação de jogos pela primeira vez e também para as que já estão na indústria e desejam conhecer mais profissionais. Para que juntas possam tornar o desenvolvimento de jogos mais humano, profissional e diverso. É o primeiro passo dentro de muitos que virão, para que as mulheres ocupem cada vez mais espaços.

Women Game Jam 2020 acontece no final de agosto. Poster integral. Foto: Divulgação

Redes sociais da WGJBR:
Link para inscrição: https://surveys.womengamejam.org/index.php?r=survey/index&sid=198364&lang=pt-BR
Site: https://womengamejam.org/
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/womengamejam/
Twitter: https://twitter.com/wgj_br
Facebook: https://www.facebook.com/womengamejam
Instagram: https://www.instagram.com/wgjbr/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCklKeWdVMDIr9buLiyt6Fzg
Twitch: https://www.twitch.tv/wgjbr

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.