Em 25 dias de 2024, já temos mais de 5900 demissões no setor de videogames e correlatos

Teve empresa que foi fechada; as informações são do Kotaku e de sites que cobrem o setor

Microsoft. Crédito: Denis Charlet/AFP

Microsoft. Crédito: Denis Charlet/AFP

Do Kotaku: O ano de 2024 já é o ano das demissões na cena internacional de videogames e no setor de tecnologia, logo após os cortes de 2023. Veja alguns dos layoffs.

Archiact

No dia 4 de janeiro de 2024, a primeira rodada de demissões de videogame conhecida ocorreu na desenvolvedora de jogos VR Archiact. A empresa, conhecida por seu port Doom 3 VR, anunciou nas redes sociais que havia demitido um número não especificado de funcionários.

“Estamos trabalhando com esses indivíduos para compensar ao máximo essa difícil transição, inclusive por meio do recrutamento reverso”.

Bossa Studios – 19 pessoas

Ocorreu no final de 2023, só que o relato só foi confirmado em 5 de janeiro de 2024. Segundo o Gameindustry.biz , 19 pessoas foram cortadas do estúdio. As demissões foram principalmente funções de controle de qualidade e produção, além de alguns funcionários de fora do Reino Unido.

Unity – 1800 pessoas

No dia 8 de janeiro de 2024, a Agência Reuters relatou a primeira rodada verdadeiramente massiva de demissões no ano, quando a Unity confirmou que planejava cortar quase 25% de seu pessoal como parte de uma “reinicialização” contínua na empresa, após anunciar cobrança por downloads dos desenvolvedores. É a maior rodada de demissões na história da empresa de software e será concluída até o final de março.

Twitch – 500 pessoas

Em 9 de janeiro de 2024, a Bloomberg informou que Twitch estava se preparando para demitir 500 funcionários até o final de janeiro.

Isso representa cerca de 35% de seu quadro total de funcionários. O site de streaming de videogame de propriedade da Amazon demitiu centenas de funcionários no ano passado , em março e posteriormente em outubro.

Playtika – entre 300 e 400 pessoas

Segundo a CTech em 11 de janeiro de 2024 , a publisher e desenvolvedora de jogos para celular Playtika disse que planeja demitir até 400 funcionários, ou cerca de 10% da força de trabalho total da empresa. A Playtika demitiu anteriormente 900 funcionários em 2022.

Em 2023, a empresa concordou em pagar até US$ 300 milhões para adquirir a Innplay Labs, outra desenvolvedora mobile.

Discord – 170 pessoas

O site The Verge relatou em 11 de janeiro de 2024 que a rede gamer Discord estava planejando demitir cerca de 17% do pessoal total da empresa.

As demissões foram anunciadas em uma reunião geral e em um memorando interno obtido peloThe Verge. O CEO Jason Citron explicou no memorando que a empresa cresceu “rapidamente” desde 2020 e assumiu muitos projetos.

“Hoje, temos cada vez mais clareza sobre a necessidade de aprimorar nosso foco e melhorar a forma como trabalhamos juntos para trazer mais  agilidade  à nossa organização. Isso foi o que motivou em grande parte a decisão de reduzir o tamanho da nossa força de trabalho”.

Lost Boys Interactive – 125 pessoas

Em 12 de janeiro, Aftermath relatou que alguns funcionários da desenvolvedora Lost Boys Interactive, de propriedade da Gearbox, foram demitidos.

Uma nota do estado de Washington parece indicar que 125 pessoas foram afetadas.

“Parece que uma parte considerável da Lost Boys Interactive foi demitida hoje, inclusive eu”, escreveu Jared Pace, produtor do estúdio, no Linkedin . Pace teria dito ao Aftermath que as demissões “afetaram todas as disciplinas em todos os níveis”.

Funselektor – 3 pessoas

Estúdio independente canadense por trás do Art of Rally anunciou em 12 de janeiro que três desenvolvedores foram demitidos.

“Infelizmente, tivemos que dispensar alguns cargos na Funselektor”, tuitou o fundador do estúdio, Dune Casu. “Gostaríamos de ajudá-los em sua busca por emprego no setor de videogames, por isso recomendamos estes australianos incríveis: @AdrianGenerator, @PezzleSp, @h4ypal.”

PTW (antigamente conhecida como Pole To Win) – 45 pessoas

PTW (anteriormente conhecido como Pole To Win) – um estúdio de garantia de qualidade, localização e suporte que trabalhou com empresas como Blizzard e Capcom – foi atingido por demissões em 11 de janeiro de 2024.

Uma pessoa com conhecimento da situação disse ao Kotaku que cerca de 45 pessoas perderam seus empregos. As demissões foram principalmente de funcionários de controle de qualidade que moram fora dos Estados Unidos, mas outros departamentos também perderam pessoas.

Desde então, pelo menos duas pessoas que foram informadas ao Kotaku foram demitidas postaram no LinkedIn que não estão mais trabalhando para a PTW como resultado das demissões.

Um porta-voz falou o seguinte:

“A PTW tomou a difícil decisão de reduzir a nossa força de trabalho em vários países onde operamos. Esta decisão não foi tomada levianamente – as principais ofertas da nossa empresa provêm das pessoas que nos permitem fornecer produtos e serviços de classe mundial. Queremos agradecer aos membros da nossa equipe que estão saindo pelo tempo e esforço que dedicaram à empresa”.

Thunderful – 20% do pessoal (cerca de 100 pessoas)

No dia 17 de janeiro, conforme relatado pela GamesIndustry , o Thunderful Group anunciou planos de “reestruturar” a empresa a fim de cortar custos. Esses planos incluem a demissão de 20% do quadro de funcionários da empresa.

CEO Martin Walfisz comentou que as demissões são parte de um movimento para “fortalecer a viabilidade” da empresa e que “não há alternativa”.

“Tem sido difícil tomar essas decisões”, disse Walfisz. “E entristece-me saber que teremos de dizer adeus a muitos colegas e parceiros qualificados. No entanto, estou convencido de que esta é uma direção necessária para a Thunderful e que estas mudanças tornarão a empresa um player mais forte no mercado”.

Pixelberry Studios

A Pixelberry Studios, desenvolvedora de jogos para dispositivos móveis de propriedade da Nexon, cortou um número desconhecido de funcionários. A notícia foi divulgada pela primeira vez pela Game Developer em 17 de janeiro. Os funcionários postaram publicamente no LinkedIn confirmando as demissões.

“Descobri que serei demitido junto com muitas pessoas excelentes da Pixelberry”, disse Paige Lowe, gerente associada de engenharia, no LinkedIn .

Netspeak Games – 25 pessoas

Em 16 de janeiro, a Netspeak Games – o estúdio por trás do próximo simulador de vida aconchegante Sunshine Days – confirmou que estava demitindo 25 pessoas .

A notícia dos cortes veio em uma postagem no blog do CEO da Netspeak, Callum Cooper-Brighting. CEO disse que “não foi fácil” demitir funcionários, mas acrescentou: “No entanto, é importante para nós sermos capazes de adaptar a nossa estrutura para garantir que possamos navegar com eficiência pelo cenário cada vez mais desafiador da atual indústria de jogos”.

Na postagem do blog, Cooper-Brighting disse que na indústria atual “uma nova propriedade intelectual é um risco enorme” e é mais complicado do que nunca atrair investidores. Segundo o Gamedeveloper , o CEO acrescentou em uma postagem no LinkedIn que a Netspeak “tentou de tudo” para evitar essas demissões.

Wimo Games – 35 pessoas

Funcionários da Wimo Games, com sede em Austin, Texas, desenvolvedora e publisher de jogos focada principalmente em títulos de realidade virtual, confirmou online que a empresa fechou suas portas em 17 de janeiro . A Wimo Games foi fundada em 2021.

Walter Hill, engenheiro de software associado da Wimo Games, que confirmou que 35 pessoas trabalhavam no estúdio quando ele fechou as portas na quarta-feira.

O CEO da Wimo Games, Dave Rosen, disse: “Estamos imensamente orgulhosos de nosso trabalho em RPG Dice: Heroes of Whitestone, Battle Bows e, mais recentemente, Micro Machines: Mini Challenge Mayhem . Somos gratos a cada jogador que comprou os jogos nos quais nossa equipe dedicou tanto trabalho.

Os membros da nossa equipe, apaixonados e incrivelmente talentosos, estarão em busca de novos empregos e receberam indenização para ajudar na transição. Se você tiver vagas disponíveis ou se encontrar alguma vaga, entre em contato com a WIMO através do LinkedIn ou diretamente com essas pessoas. Agradecemos nossos jogadores e as muitas organizações que tanto colaboraram conosco”.

Vida curta.

Behaviour Interactive  – 45 pessoas

A desenvolvedora de Dead By Daylight, Behavior Interactive, demitiu cerca de 45 pessoas entre 9 e 11 de janeiro. Pessoas com conhecimento da situação confirmaram ao Kotaku que as demissões afetaram apenas os funcionários do estúdio da Behavior Interactive em Montreal. As demissões começaram em dezembro.

Esta última rodada de cortes incluiu funcionários de diferentes departamentos. Pelo menos uma pessoa postou publicamente sobre as demissões no LinkedIn.

No dia 18 de janeiro, a Behavior Interactive disse o seguinte:

“Recentemente, as mudanças nas condições de mercado exigiram o ajuste do escopo de vários projetos de Comportamento. Nessas situações, nossa preferência é sempre realocar talentos para outros projetos. Infelizmente, esta opção nem sempre está disponível para nós. Essas saídas representaram menos de 3% do nosso quadro de funcionários total”.

CI Games – 10% da equipe (entre 15 e 20 pessoas)

A CI Games demitiu funcionários conforme relatado pela primeira vez por Gameindustry.biz em 18 de janeiro . A desenvolvedora de Lords of the Fallen, Hexworks, e a criadora de Sniper Ghost Warrior, Underdog, também foram afetadas.

O CEO da CI Games, Marek Tymiński confirmou as demissões:

“Para preservar a força e a estabilidade dos negócios, a CI Games tomou a difícil mas necessária decisão de implementar uma ronda direccionada de despedimentos, afectando aproximadamente 10% dos funcionários em toda a empresa.

Gostaríamos de agradecer a cada um deles pelo papel que desempenharam durante seu tempo conosco. Outras otimizações de negócios estão sendo feitas nos pipelines e processos da organização”.

31st Union – menos de 10 pessoas

Em 18 de janeiro de 2024, um pequeno número de funcionários do estúdio 31st Union, de propriedade da 2K, foram demitidos, segundo uma fonte com conhecimento da situação.

Essa empresa – com estúdios na Califórnia e na Espanha – ainda não lançou um jogo de estreia e foi fundada em 2019. É liderada por Michael Condrey , que anteriormente ajudou a criar a série Dead Space na EA e mais tarde foi cofundador do estúdio Activision Sledgehammer Games em 2009.

Um porta-voz da 2K Games confirmou que as demissões ocorreram no estúdio, dizendo que o número total de trabalhadores afetados era “menos de 10” e forneceu esta declaração:

“Como parte de nossos esforços contínuos para melhor apoiar nosso estúdio e jogos, hoje a 31st Union se separou de um número muito pequeno de membros da equipe. Estas situações nunca são fáceis, mas estamos confiantes na trajetória da 31ª União. O estúdio continua a recrutar ativamente para funções importantes e a crescer de outras maneiras no próximo ano”.

Com2uS – demissões de dois dígitos de funcionários

No dia 18 de janeiro, o Korea JoongAng Daily informou que a Com2uS, empresa sul-coreana de jogos móveis e online fundada em 1998, estava demitindo “um número de dois dígitos de funcionários”. Um porta-voz da empresa forneceu a seguinte declaração ao veículo:

“Chegamos a esta difícil conclusão quando decidimos otimizar alguns de nossos projetos considerando as recentes condições de mercado e gestão.”

Jogo mais popular da Com2uS é Summoner’s War, um jogo online para celular lançado em 2014. Em 2017, o jogo arrecadou mais de US$ 1 bilhão em receitas .

Metaverse World (Netmarble F&C) – 70 pessoas

Um novo relato do Yonhap News da Coréia divulgou que cerca de 70 pessoas foram demitidas pela Netmarble em 19 de janeiro. Essas pessoas faziam parte da Metaverse World, uma subsidiária focada no metaverso da grande desenvolvedora sul-coreana de jogos para celular Netmarble.

A Metaverse World foi fundado em 2022. Segundo comunicado fornecido pela Netmarble à Yonhap News , toda a subsidiária foi “liquidada”.

“Continuamos a buscar uma direção comercial sustentável”, disse um porta-voz da Netmarble. “Mas devido às condições de gestão e às mudanças de mercado, tomamos a difícil decisão de liquidar a corporação ‘Metaverse World’, que estava desenvolvendo a plataforma Metaverse”.

Conforme apontado pelo Korea JoongAng Daily , os últimos sete trimestres financeiros da Netmarble não foram lucrativos. Como resultado, a empresa busca racionalizar e cortar custos. Recentemente, fechou vários jogos para celular, incluindo Koongya Draw Party, Knights Chronicle, StoneAge World e MMORPG online Marvel Future Revolution.

Ntreev Soft (NCSoft) – 70 pessoas

Em 18 de janeiro, o Korea JoongAng Daily informou que a NCSoft – uma desenvolvedora e publisher sul-coreana de videogame conhecida por MMOs como Guild Wars e Lineage – demitiu todos os 70 funcionários que compunham sua subsidiária Ntreev Soft.

Alguns jogos para celular também serão encerrados, incluindo Trickster M, Pro-Baseball H2 e Pro-Baseball H3. Este é o mais recente movimento da NCSoft para renovar a empresa e reduzir custos.

Em dezembro, o veículo também informou que a NCSoft cortou uma unidade financeira de IA dentro da empresa.

Riot Games – 530 pessoas

A desenvolvedora de League of Legends e Valorant anunciou em 22 de janeiro que estava cortando 530 empregos ou cerca de 11% de sua força de trabalho total. A notícia foi relatada pela primeira vez pela Bloomberg no início do dia.

“Hoje, estou compartilhando uma decisão que esperávamos nunca ter que tomar na Riot”, disse o CEO Dylan Jadeja em uma postagem no site oficial da empresa .

“Estamos mudando algumas das apostas que fizemos e mudando a forma como trabalhamos em toda a empresa para criar foco e nos mover em direção a um futuro mais sustentável. Esta decisão significa que estamos a eliminar cerca de 530 funções a nível global, o que representa cerca de 11% da nossa força de trabalho, com o maior impacto nas equipas fora do núcleo de desenvolvimento. Infelizmente, isso também significa que nos despediremos de muitos colegas e amigos talentosos em todas as áreas da Riot”.

Riot explicou que estava encerrando seu programa Riot Forge após o lançamento de Bandle Tale: A League of Legends Story. Riot Forge foi um programa onde a publisher trabalhou com equipes de desenvolvimento externas para criar jogos spin-off ambientados no universo maior de LoL . Também reduzirá o número de pessoas trabalhando em seu jogo de cartas, Legends of Runeterra.

“Apesar das conquistas críticas e do papel desempenhado na construção do mundo de Runeterra, [ Legends of Runeterra] enfrentou desafios financeiros desde o lançamento, custando significativamente mais para desenvolver e apoiar do que gera”, explicou a Riot Games.

A empresa também divulgou o memorando interno enviado aos funcionários no dia 22 de janeiro anunciando as demissões. No memorando, o CEO Jadeja disse que era “responsável” pelas demissões e citou que a Riot tinha “muitas coisas em andamento” como o principal motivo dos cortes.

“Alguns dos investimentos significativos que fizemos não estão rendendo como esperávamos”, disse Jadeja. “Nossos custos cresceram a ponto de serem insustentáveis ​​e não nos deixamos espaço para experimentação ou fracasso – o que é vital para uma empresa criativa como a nossa. Tudo isso coloca em risco o núcleo do nosso negócio.

Num memorando interno, a Riot expôs o que fornecerá às pessoas que perderem o emprego, o que inclui uma indenização mínima de seis meses, um bônus em dinheiro igual ao Bônus de Desempenho Anual de 2023, um laptop, serviços de colocação profissional e acesso a seu e-mail de trabalho por um tempo limitado após a rescisão.

One Player Mission – 15 pessoas

Em 23 de janeiro, a agência de recrutamento de videogames One Player Mission (OPM) anunciou que fecharia após 26 anos. A empresa empregava 15 pessoas.

Numa postagem no site oficial da OPM , o diretor administrativo Kim Parker-Adcock disse que foi uma “decisão incrivelmente desafiadora” encerrar a OPM.

“À medida que avançamos para 2024, apesar dos nossos melhores esforços, não consigo ver como o OPM pode permanecer rentável e superar as dificuldades que surgiram na indústria de jogos”, disse Parker-Adcock. “Entendo o impacto que esta decisão tem sobre nossos funcionários, clientes, candidatos e parceiros, e só posso pedir desculpas por qualquer interrupção que isso possa causar”.

People Can Fly – mais de 30 pessoas

Em 24 de janeiro, mais de 30 pessoas foram demitidas da People Can Fly, empresa que tem sede na Polônia . Kotaku soube de uma fonte com conhecimento da situação, que também forneceu capturas de tela confirmando a notícia da demissão, que os cortes afetaram apenas a equipe que trabalha em um jogo ainda não anunciado, codinome Project Gemini, publicado pela Square Enix.

People Can Fly confirmou as demissões. O diretor de desenvolvimento da People Can Fly, Adam Alker, em um e-mail fornecido ao Kotaku e enviado à equipe que trabalha no Projeto Gemini, explicou que devido a limitações orçamentárias e redução do escopo, a empresa estava demitindo “mais de 30 pessoas”. Cerca de 20 pessoas também foram cortadas do projeto, mas continuarão trabalhando no PCF em outros projetos.

“Entendemos que esta decisão impacta cada um de vocês e queremos expressar nossa gratidão pelo seu trabalho árduo, dedicação e contribuições até agora”, disse Alker no e-mail interno. “Para aqueles indivíduos que estão saindo do estúdio devido a essas mudanças, estendemos nosso sincero agradecimento pelas habilidades e conhecimentos que vocês trouxeram para a equipe. Manteremos os dedos cruzados para seus próximos passos no desenvolvimento de jogos e ofereceremos todo o nosso apoio”.

People Can Fly trabalhou anteriormente com a Square Enix em 2021 Outriders . No ano de 2023, o Projeto Gemini foi confirmado para estar em desenvolvimento e com lançamento previsto para 2026.

Não se sabe se essa data de lançamento permanecerá após esses cortes. Uma fonte disse ao Kotaku que a campanha do próximo jogo seria mais curta e o elenco de inimigos menor como resultado do orçamento reduzido.

Devido a detalhes do contrato, os funcionários despedidos na Polónia tiveram um período de transição de três meses e continuarão a trabalhar durante esse período. Para aqueles fora da Polónia que foram afectados pelos cortes de hoje, estarão desempregados até ao final da semana.

Black Forest Games – Cerca de 50 pessoas

Kotaku informou que a Black Forest Games, desenvolvedora do jogo Destroy All Humans! 1 e 2 remakes, cortou cerca de 50% de sua força de trabalho total. O estúdio tinha 110 funcionários em 2023 .

As demissões foram anunciadas em 24 de janeiro e a administração informou aos funcionários que mais informações seriam fornecidas na próxima semana.

Uma pessoa com conhecimento da situação disse que os diretores criativos e a maioria “se não todos” dos gerentes manterão seus empregos. Pelo menos um funcionário postou publicamente sobre as demissões nas redes sociais.

Em agosto de 2023 , a THQ Nordic (de propriedade da Embracer) anunciou que a BFG estava trabalhando em um jogo TMNT baseado na popular série de quadrinhos spin-off mais sombria The Last Ronin . De acordo com a Paramount, esse jogo ainda levará alguns anos.

Microsoft – 1900 pessoas

No dia 25 de janeiro, IGN e The Verge relataram que a Microsoft estava demitindo 1900 pessoas em seus vários negócios de jogos, incluindo Xbox, Activision Blizzard e ZeniMax. Aproximadamente 8,6% da “força de trabalho de jogos” da Microsoft perderá seus empregos, conforme explicado em um e-mail interno do chefe do Xbox, Phil Spencer.

O presidente da Blizzard, Mike Ybarra, e o diretor de design, Allen Adham, também deixaram a empresa. O jogo de sobrevivência em desenvolvimento do estúdio, que foi apresentado pela primeira vez em 2022 , também foi cancelado.

As demissões ocorrem cerca de três meses depois que a Microsoft fechou sua enorme e controversa aquisição da Activision Blizzard por US$ 69 bilhões.

Em 24 de janeiro, a Microsoft se tornou a terceira empresa na história a valer mais de US$ 3 trilhões, passando a Apple.

Reikon Games – Cerca de 60 pessoas

Kotaku soube que ocorreram demissões na Reikon Games, um estúdio independente localizado na Polônia. O desenvolvedor lançou Ruiner anteriormente em 2017 e vem anunciando seu próximo jogo ao longo do último ano. Vários funcionários postaram publicamente sobre as demissões nas redes sociais e no LinkedIn.

Cerca de 60 a 70 pessoas, ou cerca de 56% do total da empresa, foram demitidas em 23 de janeiro. A maioria dos afetados afirmou que a decisão foi “repentina” e “chocante”.

Little Red Dog Games – 27 pessoas

Em 25 de janeiro, Kotaku soube que a Little Red Dog Games, estúdio indie de jogos de estratégia com sede na cidade de Nova York, encerrou suas operações e fechou suas portas, deixando quase 30 pessoas, incluindo os fundadores do estúdio, desempregadas.

Segundo uma postagem no LinkedIn do COO e produtor executivo da LRD, Blazej Zywiczynski, o estúdio fechou em 22 de janeiro. Zywiczynski diz que a “equipe inteira” de 27 pessoas está agora em busca de novos empregos.

Na postagem no LinkedIn anunciando o fechamento do estúdio, o COO listou cada pessoa afetada pelo nome e forneceu links para sua página no LinkedIn para ajudá-los a encontrar trabalho o mais rápido possível.

A conta do site americano Kotaku: Até 25 de janeiro de 2024, pelo menos 5.959 pessoas foram (ou serão) demitidas este ano.

Indústria de videogames arrecadou US$ 180 bilhões somente em 2021, maior do que o setor de música e cinema combinados . É também uma indústria que se torna mais arriscada e mais cara a cada ano, à medida que os jogos AAA demoram mais e custam milhões para serem produzidos.

E essa indústria também precisa de sindicalização. O Drops de Jogos noticiou agora pouco: Trabalhadores sindicalizados do setor de games não foram impactados por demissão em massa da Microsoft.

Acredite se quiser.

LEIA MAIS

1 – Opinião: DJ lembra que Batman Arkham é a base de Spider-Man 2 e fala do sucesso de jogos de super-herois

2 – Bem Feito é a Lavender Town creepypasta indie brasileira. Por Pedro Zambarda

Microsoft. Crédito: Denis Charlet/AFP

Microsoft. Crédito: Denis Charlet/AFP

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments