As boas e más notícias do novo Guitar Hero Live anunciado pela Activision

Game oferece safra de boas bandas e apresenta novo hardware para controlar o jogo.

  • por em 14 de abril de 2015
[iframe width=”600″ height=”450″ src=”https://www.youtube.com/embed/6SnIZgESm4c” frameborder=”0″ allowfullscreen ]

A Activision finalmente acabou com o suspense e anunciou o novo Guitar Hero Live, game musical aguardado por muitos e disponível, em breve, para Plastation 3 e PlaStation 4.

Inaugurando o curioso gênero FPM, ou jogo musical em primeira pessoa (como divertidamente sugeriu Fabio Santana, da Capcom) é a aposta da empresa para trazer os simuladores de banda de volta aos ambientes familiares.

As novidades ficam não apenas por conta das bandas e artistas de renome, a exemplo de Fall Out Boy, Green Day, The Killers, My Chemical Romance e The Rolling Stones, entre outras, mas especialmente pela apresentação do jogo. As figuras modeladas em 3D saem de cena e dão espaço a gravações em vídeo, simulando shows musicais reais, com banda e plateia, que reage com entusiasmo ou enfurecida, dependendo de sua performance com o instrumento.

Outra novidade fica por conta do controle, que muda de design, aparentemente mais próximo da forma de controle de Rockstimh, game da Ubisoft que propõe atuações com instrumentos verdadeiros. A má notícia é que, com a mudança, os velhos controles não poderão ser usados, o que torna as versões anteriores do game completamente obsoletas. Também ruim para uma parte do público é o fato do game sair no último trimestre do ano apenas para PS3 e PS4. Embora não confirmadas, versões para os consoles da Microsoft e da Nintendo também devem estar em produção.

Abaixo, o trailer de divulgação da empresa exibe imagens do jogo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria