GTA 6 pode ter primeira mulher como protagonista da série

Em entrevista, Dan Houser, criador do game e roteirista da Rockstar, afirma que o novo jogo pode contar com o protagonismo feminino.

  • por em 12 de novembro de 2015
Imagem: montagem a partir de arte da Rockstar

Dan Houser, um dos criadores da série GTA e roteirista líder da Rockstar, afirmou em entrevista recente que uma mulher pode ser a protagonista no próximo game da fraquia. A notícia levou a comunidade de fãs a especular que GTA 6 pode ser a produção ideal para essa iniciativa.

A informação apareceu esta semana no site do jogo, em um artigo sobre os rumores que rondam a expectativa para o próximo projeto. Questionado se jamais havia considerado a possibilidade de inclusão de uma mulher como protagonista de Grand Theft Auto V, Houser teria afirmado que a equipe não havia pensado no assunto, na ocasião. "Nós realmente não pensamos sobre isso naquele momento. Isso não quer dizer que não podíamos ou que não o fizéssemos. Aquela construção de personagens foi o que nos veio à mente: não foi algo do tipo 'nós temos X e Y, então precisamos ter um Z'", declarou.

Na sequência, o criador afirmou que GTA V não lhe parecia a plataforma adequada para o protagonismo feminino, e que futuramente um novo jogo poderia apresentar o tema apropriado para a presença de uma personagem com estas características. Considerando que a empresa está dedicada nesse momento à produção de GTA 6, que tem previsão de lançamento entre 2018 e 2020, as declarações do desenvolvedor levam a crer na possibilidade de uma heróina à frente do jogo.

Ainda de acordo com o artigo online, o próximo jogo da Rockstar pode contar com até quatro personagens centrais, se a trama do jogo justificar esse modelo de construção de roteiro. Vale lembrar que GTA V também quebrou paradigmas ao apresentar três (anti) heróis na condução narrativa do jogo, com a presença de Michael De Santa, Franklin Clinton e Trevor Philips. Não seria surpresa, portanto, a permanência nessa linha de criação.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria