Kojima deixou a Konami no dia 9 de outubro, diz New Yorker

O desenvolvedor das franquias Metal Gear e Metal Gear Solid, o japonês Hideo Kojima, deixou oficialmente seu emprego na Konami no dia 9 de outubro, afirma o site da revista New Yorker em reportagem publicada nesta segunda-feira (19). O desenvolvedor foi visto saindo da sede da empresa em Tóquio, com uma despedida afetuosa com sua equipe da Kojima Productions naquela sexta-feira.

Foto: JAMIE SIMONDS/CAMERA PRESS/REDUX

Kojima não quis falar nem com o presidente da empresa, Hideki Hayakawa, e nem com o seu CEO, Sadaaki Kaneyoshi. Ele trabalhava na empresa desde 1986, há quase 30 anos, e faz Metal Gear desde 87. A fonte que deu essas informações à New Yorker pediu para não ser identificada.

O contrato de Hideo Kojima de fato acaba no mês de dezembro, mas ele já está fora do escritório. Acredita-se que, até lá, ele já deve ter sido contratado por outro estúdio ou estará com novos projetos. A sua saída ocorreu com uma comemoração entre os funcionários, mesmo depois de denúncias feitas pela publicação Nikkei de condições de trabalho ruins na empresa.

Seu último jogo, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, arrecadou US$ 179 milhões, o que é equivalente a mais de R$ 696 milhões na cotação atual. O valor é duas vezes superior à bilheteria do filme Vingadores: A Era de Ultron, além do filme Jurassic World, os principais lançamentos dos cinemas em 2015.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria