“Milhares de mulheres lutaram na Segunda Guerra”, explicou executivo sobre Battlefield V. “Aceitem ou não”

"Aquelas pessoas que não entendem isso têm duas escolhas: aceitar ou não comprar o jogo. Eu estou bem com qualquer opção".

  • por em 15 de junho de 2018
Imagem: reprodução

Patrick Söderlund, diretor de criação da EA, explicou o óbvio sobre a presença de personagens femininas em Battlefield V: "Havia milhares de mulheres que lutaram na Segunda Guerra Mundial".

A conversa do executivo se deu com a equipe do site Gamasutra e informou que "em Battlefield, isso foi algo que a equipe de desenvolvimento levou à frente".

"São pessoas que não têm instrução – elas não entendem que esse é um cenário plausível e, escutem: isso é [apenas] um jogo", desabafou, ressaltando que, na atualidade, os games oferecem diversidade de gênero, como nunca foi antes. "Há muitas pessoas do sexo feminino que querem jogar, e jogadores do sexo masculino que querem jogar como [uma mulher] fodona", acrescentou.

"E nós não aceitamos nenhuma crítica. Defendemos a causa, porque eu acho que aquelas pessoas que não entendem isso, bem, elas têm duas escolhas: aceitar ou não comprar o jogo. Eu estou bem com qualquer opção", finalizou o profissional.

Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.
Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria