CEO da empresa de Palworld responde às acusações de plágio com Pokémon

Acusações sérias

CEO da empresa de Palworld responde às acusações de plágio com Pokémon. Foto: Reprodução/X

CEO da empresa de Palworld responde às acusações de plágio com Pokémon. Foto: Reprodução/X

Da Video Game Chronicle: Nesta segunda (22), o diretor de Palworld e CEO da desenvolvedora Pocketpair, Takuro Mizobe, postou uma resposta às acusações. Embora não tenha negado qualquer influência de Pokémon, ele afirmou que os artistas do jogo sofreram abusos online e pediu que isso parasse.

“Atualmente estamos recebendo comentários abusivos e difamatórios contra nossos artistas, além de tweets que parecem ser ameaças de morte”.

“Embora tenhamos recebido várias opiniões sobre o Palworld, é importante observar que a supervisão de todos os materiais relacionados ao Palworld é conduzida por uma equipe, inclusive eu. Assumo a responsabilidade pelos materiais produzidos. Eu apreciaria se esses comentários sobre os artistas envolvidos no Palworld cessassem”.

As críticas foram feitas por contas anônimas no X, antigo Twitter.

LEIA MAIS

1 – Opinião: DJ lembra que Batman Arkham é a base de Spider-Man 2 e fala do sucesso de jogos de super-herois

2 – Bem Feito é a Lavender Town creepypasta indie brasileira. Por Pedro Zambarda

CEO da empresa de Palworld responde às acusações de plágio com Pokémon. Foto: Reprodução/X

CEO da empresa de Palworld responde às acusações de plágio com Pokémon. Foto: Reprodução/X

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments