Sony encerra a produção de games para PS Vita, focando no console PS4

Vice presidente da Sony Computer Entertainment, Ito Masayasu, confirmou em entrevista o encerramento da produção da casa para o aparelho.

  • por em 23 de outubro de 2015

Os fãs do console portátil PS Vita já devem ter percebido a queda na oferta de jogos da empresa para o console, mas a Sony confirmou oficialmente agora que a produção da casa para o aparelho está com os dias contados. Ao menos é o que se presume a partir da entrevista concedida pelo vice presidente da Sony Computer Entertainment, Ito Masayasu, ao site japonês 4gamer. 

"No momento, os estúdios internos não têm títulos em desenvolvimento para PS Vita. Uma vez que os [estúdios] third parties estão trabalhando arduamente no PS Vita, a estratégia da Sony Computer Entertainment é se concentrar no PS4, que é uma nova plataforma", declarou, segundo tradução da entrevista divulgada pelo site Dualshochers.

Masayasu admitiu que o aparelho encontrou dias difíceis na época de lançamento, mas mostrou-se satisfeito com o desempenho nas vendas no período mais recente: "No início, o PS Vita não encontrou [boa] resposta junto ao público alvo com idade inferior a 20 anos, mas agora a situação está mudando e a popularidade com o público mais jovem está aumentando. A edição Minecraft: PS Vita deu um enorme impulso [ao dispositivo]. Além disso, uma variedade de jogos de third parties também está nos planos para o futuro, e, a fim de acelerar ainda mais esse fluxo, pretendemos lançar novas cores para o PS Vita este outono", afirmou.

No Brasil, os donos do dispositivo também encontram certa dificuldade em relação a títulos disponíveis e a presença de apenas 16 aparelhos no stand da Sony na Brasil Game Show desse ano chegou a causar espanto nos fãs mais fervorosos, que esperavam ver muitos lançamentos na feira. Vale lembrar que Shuhei Yoshida, presidente da Sony Worldwide Studios, já havia declarado durante a E3 desse ano que a empresa não produziria jogos AAA para o Vita. Resta esperar pelas produções dos estúdios parceiros.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Indústria