Opinião: CPBR15 está menos vistosa, mas continua referência em Cultura Geek

  • por em 28 de julho de 2023

Imagem: reprodução

A 15ª edição da Campus Party Brasil está acontecendo essa semana, em São Paulo, com muitas ativações e novidades.

O Drops de Jogos visitou a feira de empreendedorismo, tecnologia e inovação para conferir a realização e as programações do evento.

Para os frequentadores assíduos do projeto certamente foi impossível não perceber a ausência de grandes marcas e a falta de investimentos na estrutura, que apresenta um acabamento nada condizente com o capricho visual de anos anteriores.

As dimensões da feira também parecem mais modestas e, se no passado, dar um giro pela Arena significava atravessar um mar de milhares de campuseiros conectados em alta velocidade nas bancadas centrais do local, na edição atual esse passeio podia ser finalizado em poucos minutos, encontrando-se ocasionalmente algum grupo com novidades interessantes ou informações diferenciadas, em um ambiente com inúmeras impressoras 3D e gabinetes de computador customizados.

A área reservada à alimentação contava com apenas duas empresas do ramo, alguns quiosques de sorvete e salgados e carrinhos de pipoca e doces, além do restaurante com filas pouco convidativas. Embora os hóspedes das barracas da CP tenham por hábito consumir as pizzas baratas vendidas durante a noite e a madrugada na porta do evento, a dimensão do setor de alimentação parece subdimensionado para o fluxo de público.

O ponto alto do projeto, como sempre, são as palestras nos palcos temáticos, que agregam profissionais diversos com informações precisas e de grande interesse.

Na área aberta, ativações de marcas como Sebrae, Centro Paula Souza e afins, permaneceram cheios de grupos de escolares sedentos de conhecimento. Pode-se dizer que essa é uma das melhores contribuições educacionais da cena geek atual para os jovens em fase de aprendizado e desenvolvimento, o que mostra a sensibilidade da produção da CPBR e do apoio institucional da Prefeitura de São Paulo na liberação de acesso a uma parcela dos fãs de tecnologia e inovação nem sempre abonados para vivenciar essas experiências.

Mesmo com as dificuldades visíveis para realizar mais uma etapa desse marco cultural da cidade, A Campus Party mostra que é capaz de se reinventar na crise e manter o frescor de suas ações para estudantes, profissionais e o público em geral.

Imagem: reprodução

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments