Reportagem do New York Times aponta que Pokémon GO “massifica” Realidade Aumentada

Tecnologia em testes desde 1968, quando o cientista da computação Ivan Sutherland de Harvard fez experimentos com realidade virtual, a realidade aumentada começou a ganhar destaque em 2007 com a popularização do iPhone. O lançamento de Pokémon GO no dia 6 de julho de 2016 marcou uma mudança nesta inovação.

Foto: Reprodução/New York Times

Segundo uma reportagem publicada no jornal New York Times publicada no dia 11 de julho, o jogo do Niantic Labs com a Nintendo massifica a tecnologia. Sob o título "Pokémon GO leva a realidade aumentada para a audiência de massa", assinada pelos repórteres Nick Wingfield e Mike Isaac, o novo game se tornou uma sensação entre jovens e adultos antes dos 30 anos. Os jornalistas apuraram que até o Central Park, no coração de NY, está com players de Pokémon procurando monstros.

A ideia de colocar elementos digitais em imagens capturadas por câmera na realidade aumentada costumava a ser um conceito complicado de se explicar. Pokémon GO conseguiu popularizar o conceito ao tentar pegar os personagens disponíveis através de sua localização GPS.

John Hanke, o executivo chefe do Niantic Labs, deu entrevista ao NYT explicando sobre os problemas técnicos que o jogo está enfrentando em seu lançamento, mas realçando que o projeto é um sucesso. Sua iniciativa anterior, o Ingress, teve 15 milhões de downloads e cerca de um milhão de usuários ativos. O jogo foi adquirido pelo Google.

Segundo Hanke, Pokémon GO foi "um pouco além" do nível do Ingress nas primeiras semanas de lançamento.

"Para os jogadores, este Pokémon traz melhoria de saúde é consolida melhor as relações sociais", completa o texto do maior jornal norte-americano.

Acompanhe o Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Tecnologia