Exclusivo: ONG Games for Change anuncia programa de economia criativa “Quilombos Inteligentes” (Q.I.)

Game jams e bootcamps prometem unir comunidades na América Latina e na África

Chegando à Chapada dos Veadeiros, visitando territórios quilombolas com apoio da Universidade Estadual de Goiás e USP (Games for Change América Latina). 24 de agosto de 2023. Selfie de Gilson Schwartz

Chegando à Chapada dos Veadeiros, visitando territórios quilombolas com apoio da Universidade Estadual de Goiás e USP (Games for Change América Latina). 24 de agosto de 2023. Selfie de Gilson Schwartz

Drops de Jogos recebeu, com exclusividade, informações do professor e pesquisador Gilson Schwartz, da USP. Confira detalhes abaixo.

A rede mundial Games for Change, que há 20 anos aponta o caminho da transformação social como a melhor coisa que um game dev tem a fazer, anuncia nesta semana um novo programa de capacitação para game design transformador, o “Quilombo Inteligente”.

“A chamada para participação nas game jams e outras atividades criativas coloca 80% das vagas voltadas para territórios com fragilidades e vulnerabilidades urgentes em comunidades com foco em racismo, identidade de gênero e aceleração dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU)”, explica Gilson Schwartz, professor livre-docente em economia do audiovisual no Departamento de Cinema, Rádio e TV da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e representante da rede mundial “Games for Change” na América Latina.

“Será o nosso primeiro evento e programa em parceria com a Games for Change Africa”, sublinha Schwartz. “Pela primeira vez é anunciado um programa de cooperação internacional voltado para games conectando América Latina e África. Sem a rede Games for Change, essa oportunidade seria muito mais difícil de aproveitar”, completa.

O programa “Quilombo Inteligente” é a primeira oferta da rede UAIFAI (Universidades Abertas para a Imaginação, a Fantasia e às Artes da Invenção ) e já está em processo de pré-produção, para abertura do processo de seleção no dia 7 de setembro. “A data não é casual, queremos celebrar nossa Pátria com ênfase na cor preta da pele, que não está na bandeira, mas é hoje a principal bandeira de todos quantos queiram um Brasil melhor”, afirma o coordenador do programa e “reitor” informal da UAIFAI, Gilson Schwartz.

O programa é também o resultado de uma rede já em operação informal que faz da UAIFAI uma plataforma global inovadora na fronteira da economia criativa digital ancorada em projetos de desenvolvimento local de “cidades criativas”. O projeto nasceu no grupo de pesquisa “Cidade do Conhecimento” e deverá ser instalado no Instituto de Estudos Avançados da USP no início de 2024. “Mas no mundo da cultura o centro está em todo lugar. Será um programa de telementorias e imersões, game jams e outras práticas de aprendizagem formal e informal, virtual e local, real, com foco em desafios de superação do racismo, do preconceito de gênero e da aceleração da transição para um sistema mundial sustentável.

Além da parceria entre Games for Change e ONU, celebrada em julho no Edifício-Sede em Nova York, integram a nova rede universidades da Colômbia, Cuba, Argentina, Uruguai, México, África do Sul, Moçambique assim como a Universidade Católica de Brasília, com seu programa de pós-graduação com foco em criatividade e a Universidade Estadual de Goiás (UEG), que atua na principal região de impacto e resiliência quilombola do Brasil, na Chapada dos Veadeiros.

LEIA MAIS

1 – Rádio Geek resenha Street Fighter 6 em vídeo

2 – Sangue, Suor e Pixels é o melhor livro sobre história de desenvolvimento de jogos. Por Pedro Zambarda

Chegando à Chapada dos Veadeiros, visitando territórios quilombolas com apoio da Universidade Estadual de Goiás e USP (Games for Change América Latina). 24 de agosto de 2023. Selfie de Gilson Schwartz

Chegando à Chapada dos Veadeiros, visitando territórios quilombolas com apoio da Universidade Estadual de Goiás e USP (Games for Change América Latina). 24 de agosto de 2023. Selfie de Gilson Schwartz

“Assim como devemos aos povos originários a defesa da floresta, devemos muito aos quilombolas que desenham o Cerrado brasileiro à sua imagem e semelhança. É também o coração do Brasil, próximo à Brasília das grandes decisões. Aliás, ali é onde se encontram os sistemas ambientais da Amazônia e do Cerrado. O foco do programa é realizar game jams que acelerem a criação de jogos em favor da igualdade de oportunidades raciais, de gênero e sempre alinhadas aos objetivos e metas de desenvolvimento sustentável”, completa Schwartz.

O envolvimento da Games for Change América Latina com a ONU ganhou um impulso após a seleção do projeto “Purposyum, Desafios da Justiça”, para a campanha mundial “educação pela justiça” promovida pela Organização das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC). O jogo, uma espécie de RPG, está disponível online e dispõe de 5 mil unidades para distribuir a escolas, associações, igrejas, empreendedores e ativistas interessados em usar o próprio “Purposyum” como ponto de partida para projetos quilombolas inteligentes. Schwartz integrou o coletivo “Cartilha Lula Play” e participa do movimento “Rede Progressista de Games”.

Dúvidas: latam@gamesforchange.org

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments