Jogador de LoL permanece na Vorax após investigação sobre abuso sexual

Jogador de League of Legends

Wos durante o CBLOL 2020 — Foto: Divulgação / Riot Games

Willyan “Wos” segue como jogador da Vorax para o CBLOL 2021 após uma investigação interna da organização de League of Legends.

No dia 5 de janeiro de 2021, o suporte havia sido acusado por Karine “Kahtsune” de abuso sexual durante a onda de denúncia de violência contra a mulher nos esports. O anúncio da permanência foi feito nesta sexta-feira em dois vídeos, um de Wos e outro da CEO Marina Leite. Pouco antes, a streamer postou uma retratação e apagou a denúncia inicial. O relato de Kahtsune era um dos mais viralizados e impressionantes. De acordo com a streamer na postagem que foi apagada, ela dormiu ao lado do jogador de League of Legends e teria sofrido o abuso enquanto estava inconsciente.

“(…) a partir daqui são lembranças vagas minhas, eu lembro dele em cima de mim falando alguma coisa e logo em seguida eu falando que queria dormia por que estava cansada (…) quando acordei para ir embora percebi que estava sem calcinha”, dizia um trecho da primeira postagem de Kahtsune. No vídeo de pronunciamento, Wos explica que começou um relacionamento com a streamer e contextualiza a relação dos dois. Segundo o suporte da Vorax, após dormirem juntos, ele teria acordado antes de Kahtsune e estava tentando acordá-la. Durante esse momento, o jogador afirma que a viu acordada e tentou tocá-la em partes íntimas.

“Quando eu percebi que ela já estava mais acordada, já estava me xingando e falando para eu parar de encher o saco dela, eu tentei fazer algo mais audacioso. Eu meio que tentei tocar nela em partes mais íntimas. E logo em seguida como ela estava bem chateada e não estava querendo nada, ela pediu para eu parar e parei logo em seguida”, diz Wos. Ao final do vídeo, Wos diz que errou ao insistir em tocar Kahtsune de forma sexual enquanto ela não estava à vontade com a situação. Porém, o jogador ressalta que parou assim que foi pedido pela streamer.

A decisão a Vorax de inocentar Wos e mantê-lo na equipe para a disputa do CBLOL 2021 foi tomada após uma investigação interna. Também na sexta-feira, foi divulgado um vídeo da CEO da organização de esports Marina Leite que explicou o motivo da permanência do suporte. “Depois de ter ouvi o relato da Karine, o relato dele e o relato de testemunhas, eu acredito na sua inocência. O Wos em nenhum momento pestanejou. Ele assumiu responsabilidade por alguns fatores no envolvimento que eles tiveram, mas nenhum desses fatores onde ele assume responsabilidade e culpa, quando nós conversamos, – e o relato dele vocês poderão acompanhar nas redes dele. Em nenhum desses momentos que ele assumiu culpa não foram atos criminosos, não foram atos abusivos. Foram apenas momentos que podem ter causado desconforto num relacionamento comum”, diz Marina Leite.

Poucas horas antes das postagens de Wos e da Vorax, Kahtsune fez uma retratação no Twitter. A streamer afirma não ter havido estupro e que o objetivo da denúncia teria sido um desabafo sobre o relacionamento com o jogador de LoL.

“Eu acredito que algumas coisas no relato ficaram muito vagas e levaram as pessoas a acreditarem que aconteceram coisas piores do que foi, queria deixar claro que NÃO houve estupro”, afirma Kahtsune.

Leia na íntegra a nota de retratação de Kahtsune:

“Oi Gente, boa tarde, vim aqui esclarecer alguns pontos do meu relato. Eu acredito que algumas coisas no relato ficaram muito vagas e levaram as pessoas a acreditarem que aconteceram coisas piores do que foi, queria deixar claro que >NÃO< houve estupro. O meu objetivo com isso tudo era mais desabafar sobre uma situação que vinha me incomodando a um tempo e eu nunca imaginei que as coisas tomariam essas proporções por isso resolvi apagar meu relato e deixar esse esclarecimento”.

Vimos no Globo Esporte.

LEIA MAIS – Filho de catador de latinhas emociona jogador em partida de Free Fire

Mantendo a sanidade mental em tempos de pandemia. Por Thais Chioqueti, psicóloga

Opinião – Sim, Hideo Kojima é um desenvolvedor de jogos de esquerda. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.