Ubisoft suspende funcionários após denúncias de abuso e assédio sexual

Acusações graves

  • por em 29 de junho de 2020

Ubisoft. Imagem: The Nerd Stash/Reprodução/Divulgação

A produtora de games francesa Ubisoft suspendeu um grupo de funcionários acusados de assédio. Na última terça-feira, dia 23 de junho, a funcionária de uma agência e outras mulheres teriam denunciado o gerente de marketing da empresa, Andrien Gbinigie, por assédio sexual.

Na quinta subsequente, dia 25, a empresa publicou um comunicado, desculpando-se pelo atraso no posicionamento acerca da acusação: “Sobre as recentes alegações contra membros da Ubisoft: nós gostaríamos de começar pedindo desculpas a todos afetados por isso, nós realmente sentimos muito”, afirma a nota.

O comunicado veio à público somente após críticas recebidas, acusando a produtora de não ter agido tão logo as denúncias tenham surgido.

“Nós nos dedicamos a criar um ambiente inclusivo e seguro para nossos times, jogadores e comunidades. Está claro que nós falhamos no passado. Precisamos melhorar”, destaca o documento.

A empresa, famosa por games de grande sucesso comercial, como “Assassin’s Creed” e “Just Dance”, informou que pretende compartilhar medidas adicionais, que deverão ser postas em prática junto às equipes já nos próximos dias. Investigações também estariam sendo conduzidas com o auxílio de consultores externos, segundo informações divulgadas.

“Nosso objetivo é criar um ambiente do qual nossos funcionários, parceiros e comunidades podem se orgulhar —um que reflita nossos valores e que seja seguro para todos”, finaliza a nota.

Vimos no F5.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.