Opinião – Edição de 40 anos da revista Micro Sistemas explora sua própria história e futuro

Fizemos uma análise da edição; confira

Edição de 40 anos da revista Micro Sistemas

Edição de 40 anos da revista Micro Sistemas. Foto: Pedro Zambarda/Drops de Jogos

Por Pedro Zambarda, editor-chefe do Drops de Jogos.

Em dezembro de 2021, saiu a edição comemorativa de 40 anos da revista Micro Sistemas, a primeira revista brasileira de microcomputadores. O Drops de Jogos foi autor de dois textos da publicação. A revista está à venda por R$ 119 no site da Bitnamic Software.

É caro? É. Mas é uma revista de 134 páginas de papel de alta qualidade focada no público retrô e com artigos sobre inteligência artificial e futuro. Os assuntos da publicação conversam com uma história já esquecida da computação e com o que está em desenvolvimento agora.

LEIA MAIS

1 – Elden Ring, uma resenha. Por Pedro Zambarda

2 – Horizon Forbidden West, uma resenha. Por Pedro Zambarda

Edição de 40 anos da revista Micro Sistemas

Edição de 40 anos da revista Micro Sistemas. Foto: Pedro Zambarda/Drops de Jogos

Falamos um pouco sobre os assuntos da edição, para você ficar por dentro e eventualmente adquirir a sua.

Editorial e um artigo que lembra as origens da Micro Sistemas, há 40 anos

A revista teve mais de 20 colaboradores. Ela abre com um editorial de Renato Degiovani, lembrando que ele editou a publicação por 13 anos e como surgiu a iniciativa de recuperar a revista – com forte apoio de Filipe Veiga, que é da cena de games em Portugal, e de Marcus Garrett, documentarista da cena brasileira.

Em seguida, Garrett escreve sobre Graphos III em fita cassete ou disquete, que é um editor gráfico de MSX. O primeiro artigo de fôlego é um de página dupla de Degiovani com o mote “Como tudo começou”. Ele lembra da primeira edição da Micro Sistemas, de outubro de 1981, e como ela foi liderada pela jornalista novata Alda Campos.

Alda era filha do empresário uma loja de computação chamada Computique, primeiro no Rio de Janeiro e depois em São Paulo. Os dois não se falam mais, mas Degiovani tem mérito em recuperar toda a história – além do desenvolvimento do game Aeroporto 83 e o começo do pioneirismo dele na cena brasileira de jogos.

Renato Degiovani também faz um artigo técnico mais longo dos MS Games, com scripts de jogos da Micro Sistemas para o seu sistema TILT.net.

Divino Leitão também aborda os seus 40 anos de mercado, convivendo com figuras da cena nacional, enquanto Marcus Garrett reúne testemunhos sobre a revista Micro Sistemas. E Cláudio Costa e Degiovani também escrevem sobre o Graphos III – e Raul Tabajara também aborda o tema.

Jogos dentro da edição comemorativa

Tadeu Curinga da Silva escreve sobre o game Em Busca dos Tesouros e sua história três décadas e meia depois, mencionando também a matéria original da Micro Sistemas. Incidente em Varginha, jogo shooter brasileiro pioneiro, é tema de artigo de Filipe Veiga e Marcus Garrett.

Marcelo Juno Teixeira aborda os avanços da Inteligência Artificial 34 anos depois, enquanto Liliana Santos fala em entrevista sobre jogos pervasivos a serviço da ciência.

Robson França traz o código do jogo Lunártico, enquanto Leuman Orie-Bir fala do Pergaminho, um mapa de adventures do Brasil e de Portugal que tem grande atuação do próprio Renato Degiovani. É um trabalho de memória e de recuperação de jogos.

Filipe Veiga também dá seu adeus ao pioneiro Sir Clive Sinclair e Nancy Gaissionok escreve sobre o falecido artista Ota. Marcos Lazzeri escreve sobre o Datassette e a preservação da história da informática brasileira. Matheus Mazuqueli escreve sobre o jogo brasileiro O Rei do Cangaço. E os Nerd Monkeys, de Portugal, falam do seu trabalho como estúdio.

O trabalho de preservação e de museu de games também entram nos temas da revista.

Imprensa de hoje com esse trabalho de memorização

Marcus Garrett escreve sobre seu documentário Loading, que ainda está em desenvolvimento, sobre “nossos primeiros jogos de computador”. E eu escrevo sobre a história do Drops de Jogos e do projeto Indie BR em 5, que abordou games brasileiros em 2020, com 366 vídeos.

O que você tira dessa revista?

A edição de 40 anos da Micro Sistemas deixa um trabalho série de memória da própria revista, da computação e da documentação de jogos eletrônicos no Brasil, incluindo o jornalismo de videogames.

Se você gosta de games retrô, a revista é para você.

Se você quer pensar o futuro dos games, lembrando de seu passado, a revista também é para você.

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments