iPhone 12 é anunciado com 5G e sem carregador e fones de ouvido

Lançamento do novo smartphone vem com críticas de usuários

iPhone 12 é anunciado com 5G e sem carregador e fones de ouvido. Foto: Divulgação/Apple

Depois de muitos boatos, o iPhone 12 foi finalmente anunciado.

O novo top de linha da Apple chega pelo preço sugerido de US$ 799, o que dá cerca de R$ 4.450 em conversão direta. Além dele, há três novos celulares Apple: iPhone 12 Mini por US$ 699; iPhone 12 Pro por US$ 999; e iPhone 12 Pro Max por US$ 1.099. A gigante da maçã anunciou também a linha profissional renovada com o iPhone 12 e o iPhone 12 Pro Max pelos preços sugeridos de US$ 999 e US$ 1.099, o que dá R$ 5.570 e R$ 6.130 pelo câmbio do dia. Os dois contam com melhorias na captura de imagens, sistema de câmeras refeito e compatibilidade com novos padrões, inclusive o Dolby Vision. O sensor da câmera wide está 47% maior.

Como real novidade para os aparelhos é a internet 5G em toda a nova linha. Usuários poderão acessar a internet em velocidades maiores caso estejam numa região com a nova tecnologia. A empresa removeu fones de ouvido e plugue de tomada. A partir de agora, a caixa do iPhone inclui um cabo USB-C para Lightning. Consumidores que não tiverem plugue USB-C deverão comprá-lo à parte. Segundo a Apple, a medida foi adotada como parte dos esforços para preservar o meio ambiente e reduzir a emissão de carbono.

Usuários criticaram a remoção.

Vendas começam em outubro nos Estados Unidos. Não há previsão de vendas no Brasil.

Vimos no TechTudo.

LEIA MAIS – Drops de Jogos discute como falar de games e política

“Metal Gear mistura guerra e narrativa surreal”, disse fã que tem braço biônico inspirado em Big Boss

Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 com Charlie Brown Jr, uma resenha

Death Stranding, a resenha em tempos de coronavírus. Por Pedro Zambarda

Conheça o projeto Indie BR em 5

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.