Signatários da cartilha LulaPlay trazem mais informações à mídia sobre a iniciativa

Repercussão na imprensa

  • por em 19 de agosto de 2022
Signatários da cartilha LulaPlay trazem mais informações à mídia sobre a iniciativa

Signatários da cartilha LulaPlay trazem mais informações à mídia sobre a iniciativa. Foto: Reprodução

A entrega da cartilha LulaPlay, com sugestões para o desenvolvimento de jogos digitais no país com vistas à geração de empregos, atualização tecnológica, aperfeiçoamento de profissionais do setor e do campo educativo gerou grande interesse da sociedade e de pessoas ligadas ao segmento indie e empresarial de games.

Após a entrega do documento na última quarta-feira (17), em um evento do ex-presidente com pequenos e micro empresários, o projeto aguarda a leitura e considerações da equipe de campanha do candidato para a liberação ao público.

Enquanto o link para acesso ao documento não é liberado, alguns profissionais diretamente envolvidos na realização foram contatados por jornalistas e grande mídia para oferecer mais detalhes sobre a proposta.

Ao site Poder 360, a doutora, docente e empresária Érika Caramello comentou que partiu do Instituto Lula a intenção de se aproximar dessa área de produção para melhor conhecer a realidade da área de jogos no país, com o objetivo de “ouvir a sociedade no geral” e por “considerar o setor de jogos digitais ‘importante'”.

Érika ressaltou, também, que a cartilha não foi elaborada apenas por pessoas “pró-Lula” e contou com a contribuição direta de cerca de 30 profissionais de segmentos diversos ligados aos jogos digitais e o apoio de associações e desenvolvedores consultados durante os três meses de elaboração do projeto, buscando abranger as possibilidades de atendimento a todos os meios.

Na mesma reportagem, o advogado Erick Santos, outro signatário do documento e conhecido como host do Overkill Podcast, comentou que “a ideia é que o candidato tenha tempo para ler as propostas antes de publicarmos o documento na íntegra”, destacando a importância na elaboração de uma proposta consistente e alinhada às premissas da campanha do candidato.

Erick enfatizou que Lula ficou “bastante entusiasmado” com a criação da cartilha, dado que pode ser confirmado na foto veiculada na conta oficial do candidato no Instagram, que ganhou as redes.

O artigo ainda não foi publicado e, tão logo esteja online, terá o link reproduzido nesse artigo.

Na live “Cultura dos Videogames”, no canal do artista Bemvindo Siqueira, o editor-chefe desse Drops de Jogos, Pedro Zambarda, elencou informações adicionais sobre a produção da cartilha e comentou acerca de seu conteúdo.

“O documento representa todo o mercado de games? Teve uma discussão sobre isso nas redes sociais. Não, não representa. É uma minoria. Mas é um grupo que, desde a sua criação, a gente pediu para as pessoas que foram entrando no grupo que conversassem com seus contatos prapegar as melhores ideias e colocar nessa cartilha”, observou o jornalista.

“Essa cartilha não é só de petistas. [São] pessoas que têm críticas ao governo Lula e querem contribuir para o debate, trazendo a sua expertise”, salientou. A íntegra do vídeo está no final dessa reportagem.

Também o site oficial do candidato Lula repercutiu a informação, por meio de um artigo que explica que a cartilha Lula Play taz “informações e propostas de um setor que faz parte não apenas da cultura digital, como também possibilita o desenvolvimento tecnológico e a geração de emprego e renda.”

LEIA MAIS

1 – Marvel’s Spider-Man Remastered, uma resenha. Por Pedro Zambarda

2 – Journey, uma resenha 10 anos depois. Por Pedro Zambarda

Signatários da cartilha LulaPlay trazem mais informações à mídia sobre a iniciativa

Signatários da cartilha LulaPlay trazem mais informações à mídia sobre a iniciativa. Foto: Reprodução

O texto chama a atenção para os detalhes da cartilha, informando que “entre as demandas apresentadas pelos gamers está a regulamentação da profissão, com garantia de direitos para os trabalhadores da indústria indie, a criação de cursos técnicos e de ensino superior para desenvolvedores de jogos – para que cada vez mais homens e mulheres possam desenvolver jogos digitais –, a revisão da legislação de banda larga, extinguindo o limite de dados e melhorando a velocidade de conexão entregue pelas operadoras de telecomunicação, entre outras.”

Outros portais, como MSN e Brasil 247 replicaram os conteúdos até aqui divulgados, Pedro Zambarda também conversou com o jornalista Renato Rovai, da revista Fórum. O site TudoCelular também publicou uma nota.

Mais informações devem sair, em breve, em outros veículos de comunicação.

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

O que eu achei do BIG Festival 2022. Por Pedro Zambarda

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments