Oi patrocina a Grrrls League, a primeira liga feminina de Counter-Strike

Inclusão é importante

  • Avatar
  • por em 24 de fevereiro de 2021

Oi patrocina a Grrrls League, a primeira liga feminina de Counter-Strike. Imagem: DRAFT5

A Oi, operadora de dados e telefonia, está patrocinando a Grrrls League, competição feminina de Counter-Strike, criada pela Game XP para ajudar a reforçar o empoderamento das mulheres no mundo dos jogos online.

O torneio é disputado por seis equipes, formadas por jogadoras a partir dos 16 anos. A estreia da Grrrls League aconteceu em dezembro, com a disputa de um open qualify, e no último dia 1º de fevereiro, começou o primeiro split, numa competição transmitida pelos canais da Game XP (@gamexpoficial) na Twitch e no TikTok, assistida até agora por mais de 1 milhão pessoas em todo o mundo.

A fase de grupos foi realizada na primeira quinzena de fevereiro e os playoffs aconteceram ontem, com a grande final marcada para amanhã. Após a final do primeiro split, será aberto um novo Open Qualify (eliminatória aberta) no qual os times poderão se inscrever para disputar a vaga do último colocado no primeiro split.

As semifinais e a final do segundo Split acontecem ao vivo direto da Arena de E-Sports, durante a Game XP 2021, com exibição em uma tela de 1500m² e também serão transmitidas pelo canal do streamer Gaules.

Entre os projetos da plataforma de games da Oi previstos para os próximos meses estão o WESG, evento multiplataforma de games envolvendo 125 países, com o propósito de se transformar nos Jogos Olímpicos dos e-Sports, em março de 2021, no Parque Olímpico.

LEIA MAIS – Conheça 17 empresas que estão definindo o futuro dos games brasileiros

Fatec’s Out é o game brasileiro de 2020 segundo a pesquisa Drops de Jogos/Geração Gamer

Opinião – Death Stranding é sobre futuro; Cyberpunk 2077 é passado. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.