Projeto Lugar de Jogo, do Sesc SP, traz games e debate online gratuitos

Iniciativa com jogos brasileiros

  • por em 30 de outubro de 2020

Projeto Lugar de Jogo, do Sesc SP, traz games e debate online gratuitos. Foto: Divulgação

O Sesc São Paulo realiza em parceria com a Game e Arte o projeto “Lugar de Jogo”, uma programação gratuita e em ambiente virtual, com jogos disponíveis para download na plataforma Sesc Digital e um ciclo de debates no Centro de Pesquisa e Formação.

A programação se realizará entre os dias 17 de novembro a 1º de dezembro de 2020, terça a quinta, das 16h às 18h, por meio da plataforma de comunicação virtual Teams, da Microsoft. A atividade pretende estimular a reflexão à diversidade e o protagonismo da representatividade popular, com recorte sobre as histórias das comunidades contadas por meio dos videogames.

Durante o período de realização da atividade, o público poderá baixar gratuitamente os quatro primeiros games disponibilizados no evento: “Bright Days in Quarantine”, do Estúdio Delta Arcade, do Rio de Janeiro, “Florescer”, do estúdio paulistano PugCorn, “Gardenia”, do Estúdio Enric Llagostera, do Rio Grande do Sul, e “Guardiões da Amazônia”, do paranaense Wolftiger Studios.

Nos dias 17 de dezembro de 2020 e 19 janeiro de 2021, novos lotes com 4 jogos cada, poderão ser acessados para download dos games na plataforma Sesc Digital.
LINK: sescsp.org.br/lugardejogo.

Veja, abaixo, a programação do Ciclo de Debates:

Mesa 1 – Em jogo: Interfaces entre jogos, arte e cultura Com Lúcia Leão e Flávia Gasi, mediação de Jaderson de Souza 17 de novembro, terça-feira, das 16h às 18h
Bate-papo acerca de possíveis compreensões sobre o conceito de jogo, terminologias, compreensão conceitual e processos de desenvolvimento, circulação e as possíveis interfaces entre jogos, arte e cultura pensadas para o ciclo de debates.

Mesa 2 – Videogames no ensino e produção acadêmica: quem pode criar jogos? Com Alan Richard e Thais Weiller, mediação de Anitta Cavaleiro 19 de novembro, quinta-feira, das 16h às 18h
Nesta mesa, o diálogo envolve questões sobre o ensino, a produção acadêmica e as temáticas culturais nos games. Trata também de como as universidades têm preparado os alunos para lidar com pautas culturais e políticas no meio.

Mesa 3 – Jornalismo e mídia nos jogos digitais Com Carol Costa e Luiz Queiroga, mediação de João Varella 24 de novembro, terça-feira, das 16h às 18h
Bate-papo sobre os impactos na construção do imaginário de jogadores e jogadoras a partir da produção de conteúdo em mídia especializada de jogos digitais. A mesa propõe uma reflexão acerca do papel fundamental da mídia na construção dos símbolos e valores culturais, para além de pautas ligadas apenas às lógicas comerciais da indústria de games.

Mesa 4 – Gênero, sexualidade e jogos Com Lucas Goulart e Victória Invicta, mediação de Beatriz Blanco 26 de novembro, quinta-feira, das 16h às 18h
Bate-papo sobre as perspectivas atuais em relação à toxicidade das comunidades de jogos. Como alguns exemplos de jogos estão tratando pautas de gênero e sexualidade em seu design. E quais as relações entre o lugar de fala destes produtores com as obras.

Mesa 5 – Jogos, resistência e interseccionalidade Com Julia Stateri e Eliane Bettocchi, mediação de Tainá Felix 1º de dezembro, terça-feira, das 16h às 18h
Este encontro apresenta possíveis relações entre jogos digitais e gênero, raça e classe. Debate maneiras de como as mecânicas de jogos se relacionam com ideologias e construções culturais de um lugar, assim como formas de potencializar discussões relacionadas às pautas de resistência a partir dos jogos digitais.

As inscrições já estão abertas aos interessados no portal sescsp.org.br/cpf.

LEIA MAIS – Drops de Jogos discute como falar de games e política

“Metal Gear mistura guerra e narrativa surreal”, disse fã que tem braço biônico inspirado em Big Boss

Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 com Charlie Brown Jr, uma resenha

Death Stranding, a resenha em tempos de coronavírus. Por Pedro Zambarda

Conheça o projeto Indie BR em 5

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.