Jogo de tiro para o Exército deve custar pelo menos R$ 3,8 milhões

Dinheiro público?

Soldado americano atira contra inimigo no game Proving Grounds, da série America’s Army – Divulgação

Exército brasileiro começou a desenvolver um jogo de tiro, e prevê custo total de R$ 3,8 milhões ao projeto.

Serão R$ 3,4 milhões em investimento de 2021 a 2023 e R$ 442 mil de suporte técnico de 2023 a 2026 de acordo com o jornalista Guilherme Amado. As Forças Armadas planejam incluir patrocínios de empresas privadas no meio do jogo. As informações foram tiradas da diretriz de aprovação do game, publicada em Boletim do Exército do começo deste mês.

A diretriz ainda determina que se “deverá buscar possíveis parcerias com as Empresas Estratégicas de Defesa para a viabilização de patrocínio”.

Jogo se chamará ” Missão Verde-Oliva ” e será contratado por licitação ainda em 2021. A empresa terá de ser necessariamente brasileira. Ele se baseia no combate de um invasor fictício e pretende promover a boa imagem do exército brasileiro principalmente na faixa etária jovem.

Vimos no Brasil Econômico no iG.

LEIA MAIS – Conheça 17 empresas que estão definindo o futuro dos games brasileiros

Fatec’s Out é o game brasileiro de 2020 segundo a pesquisa Drops de Jogos/Geração Gamer

Opinião – Death Stranding é sobre futuro; Cyberpunk 2077 é passado. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.