Opinião: Por que Last of Us 2 foi o game que simboliza 2020 para mim?

Um game que simboliza um ano difícil para todos nós

Ellie tocando violão em Last of Us 2. Foto: Divulgação

Este texto demorou um bocado para sair. Mas aqui está.

2020 foi um ano profundamente triste e trágico. Pandemia do novo coronavírus, negacionismo científico, governos irresponsáveis e muitas pessoas morrendo – dentro de suas casas ou por não seguir as orientações contra a doença. Mais de 230 mil falecimentos no Brasil. E o número segue subindo.

The Last of Us Part 2, da Naughty Dog, é o game que simbolizou a tragédia do ano passado, trazendo uma epidemia de zumbis novamente e recheado de drama emocional em uma jornada de vingança.

Mesmo com os problemas de crunch na criação do jogo, é quase impossível não se identificar com o embate entre Ellie e Abby. É difícil não ter uma empatia por um enredo que não separa personagens em “mocinhos” e “bandidos”, ainda mais um mundo destruído por mortos-vivos.

E é também complicado não estampar um sorriso no rosto quando você vê uma representação LGBT não apelativa na tela. Especialmente quando a grande indústria de jogos precisa incluir em seu mercado.

Em breve TLOU2 terá a resenha que merece no Drops de Jogos.

Por todas essas razões, ele é o jogo de 2020 para o nosso site.

LEIA MAIS – Conheça 17 empresas que estão definindo o futuro dos games brasileiros

Fatec’s Out é o game brasileiro de 2020 segundo a pesquisa Drops de Jogos/Geração Gamer

Opinião – Death Stranding é sobre futuro; Cyberpunk 2077 é passado. Por Pedro Zambarda

Veja o vídeo da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments